Família encontra feto na tubulação do vaso sanitário em MG

Após achar o feto, uma das filhas que moram na casa decidiu chamar a Polícia Militar para relatar o que aconteceu. O caso segue sob investigação

Resumo da Notícia

  • Família encontra feto na tubulação do vaso sanitário em MG
  • Após achar o feto, uma das filhas que moram na casa decidiu chamar a Polícia Militar para relatar o que aconteceu
  • Já se sabe que feto era da irmã, que estava grávida e passou por um aborto
  • Apesar disso, o caso segue sob investigação

Uma família de Governador Valadares, em Minas Gerais, levou um verdadeiro susto ao se deparar com um feto dentro do vaso sanitário da casa onde moram. O feto estava no estágio da 20° semana de gestação e foi encontrado no último domingo, 6 de março. Após encontrá-lo, a família ligou para a Polícia Militar, que foi até o local e constatou o achado.

-Publicidade-

Segundo informações do jornal Correio Brasiliense, uma das moradoras da casa disse que a irmã teria sido responsável por jogar o feto no vaso. Ela alegou que já desconfiava que a irmã estava grávida e chegou a orientá-la que fizesse um teste de gravidez.

Mãe mata filha à facadas
A mulher que teria feito o aborto foi encontrada em meio a muito sangue (Foto: iStock)

Ainda segundo a mulher que fez a denúncia, na madrugada do domingo a irmã em questão teria passado muito mal, com fortes dores na barriga e sangramento intenso. Depois disso, pela manhã, ela contou que foi até o banheiro e encontrou a irmã pálida e assustada, com muito sangue no chão.

Ainda na manhã do domingo, por volta das 10 horas, a mulher foi levada até o  Hospital Municipal de Governador Valadares para atendimento médico. Foi quando voltaram do hospital que a família percebeu que havia algo errado com o vaso sanitário, que estava entupido. A irmã que já estava desconfiada de tudo que aconteceu, então, pediu que o pai retirasse o vaso para ver o que estava dentro.

Foi aí que eles encontraram o feto na tubulação. A mulher que fez a denúncia contou que, apesar da irmã negar a situação, continua desconfiada que ela estaria grávida e passou por um aborto e por isso quis chamar a polícia para registrar o que havia acontecido. A família também falou que suspeita de quem seria o pai da criança de deu alguns detalhes à polícia.

Encaminhada à Delegacia da Mulher de Valadares, a moça confessou que, de fato, estava grávida e tomou o medicamento Cytotec para induzir o aborto, com a ajuda do homem que seria, segundo ela, o pai do bebê. A família, no entanto, não se sentiu convencida de que o homem que ela disse é de fato o pai da criança e pediu um teste de DNA. O caso continua sob investigação da Polícia Civil.