Febre reumática: o que é, causas, sintomas e tratamento

Comum em crianças de 3 anos até jovens de 18 anos, a febre reumática necessita de cuidados especiais e acompanhamento de um especialista para impedir que haja comprometimentos graves da saúde

Resumo da Notícia

  • A febre reumática acomete crianças de 3 anos até jovens de 18 anos
  • Ela acontece após uma infecção de garganta causada pela bactéria streptococcus  não tratada corretamente
  • Além de comprometer as articulações, ainda podem existir outras complicações - como cardíacas e de pele

A febre reumática é uma doença autoimune que pode afetar as articulações, o coração, o sistema nervoso e a pele. Ela acontece como uma resposta tardia a uma uma infecção de garganta provocada pela bactéria streptococcus que não foi diagnosticada ou tratada corretamente.

-Publicidade-

Essa reação faz o sistema imunológico produzir anticorpos que agem contra as proteínas do próprio organismo após a infecção na garganta. Ainda que não haja uma maneira de prognosticar quais crianças que apresentam quadros de amigdalite podem ter febre reumática, existem alguns fatores que podem influenciar no desenvolvimento da doença:

  • Predisposição genética
  • Questões imunológicas

Sintomas de febre reumática após infecção de garganta

  • Dores nas articulações (artralgia), principalmente joelhos e tornozelos
  • Sensação de calor e/ou inflamação nas juntas
  • Dificuldade para caminhar ou brincar
  • Dor nas articulações migrando de lugar a cada 2 e 3 dias

Quando há acometimento cardíaco, outros sintomas que podem aparecer são:

  • Fadiga
  • Cansaço
  • Aumento de batimentos cardíacos
  • Sopro no coração

A cardite é uma inflamação que acomete as três camadas do coração: a membrana que reveste o órgão, os músculos e as válvulas cardíacas (principalmente a mitral e a aórtica). Quando há comprometimento destas últimas, é possível que haja sequelas e limitações na vida do paciente. Outros sintomas de febre reumática menos comuns são:

  • Nódulos subcutâneos: lesões indolores e firmes
  • Eritema marginado: machucados na pele de formato arredondado, com bordas avermelhadas e interior pálido, comum na região do tronco e nos braços
  • Coreia de Sydenham ou Coreia Reumática: movimentos involuntários e sem coordenação de pernas e braços; tendem a piorar em momentos de estresse e desaparecem durante o sono da criança
Um dos sintomas da febre reumática é o eritema marginado, uma lesão na pele com borda avermelhada e centro pálido
Um dos sintomas da febre reumática é o eritema marginado, uma lesão na pele com borda avermelhada e centro pálido (Foto: Getty Images)

Quem pode ter febre reumática?

A febre reumática pode acometer crianças a partir de 3 anos – casos em que bebês que ainda não completaram essa idade são mais raros. Contudo, ela é mais comum nas que possuem 5 anos e pode se estender ao público de 18 anos, o que equivale a cerca de 80% das ocorrências.

A febre reumática é causada é uma reação autoimune do corpo quando há uma infecção de garganta que não foi tratada corretamente
A febre reumática é causada é uma reação autoimune do corpo quando há uma infecção de garganta que não foi tratada corretamente (Foto: iStock)

Como evitar a febre reumática?

A boa notícia é que é possível evitar a doença, e a melhor maneira de fazer isso é consultar um especialista quando houver suspeita de que a inflamação foi causada pela bactéria streptococcus – ou seja, quando a dor da criança vier acompanhada de febre. Assim, é possível seguir com o tratamento adequado para o quadro.

Outro modo de evitar a infecção de garganta pelo streptococcus  – bem como a febre reumática – é ter cuidados com a higiene das mãos e evitar contato com pessoas que estejam contaminadas pela bactéria, o que evita a disseminação da doença (muito comum em ambientes com aglomeração como escolas e creches).

Tratamento para a febre reumática

  • Repouso (devido aos sintomas de inflamação nas articulações, além do acometimento cardíaco e da pele)
  • Anti-inflamatórios
  • Corticóide
  • Anticonvulsivantes (dependendo do caso)
  • Injeção de Penicilina benzatina a cada 21 dias para evitar novos quadros de infecção de garganta (profilaxia secundária)
A febre reumática pode afetar o coração, por isso é importante ter acompanhamento médico logo após os primeiros sintomas da doença
A febre reumática pode afetar o coração, por isso é importante ter acompanhamento médico logo após os primeiros sintomas da doença (Foto: iStock)

Quais são os riscos da febre reumática para crianças?

O principal risco da febre reumática para crianças é quando há comprometimento cardíaco, já que dependendo do caso elas podem ter a qualidade de vida limitada a curto ou longo prazo. Esse tipo de cardiopatia é uma das mais comuns entre crianças que estão se desenvolvendo e, na vida adulta, são um número alto de motivos para cirurgias no coração.

Consultoria: dra. Daniela Gerent Petry Piotto, reumatologista pediatra, coordenadora da comissão de Reumatologia Pediátrica da Sociedade Paulista de Reumatologia e mãe de Julia e Laura.