Filha de Ramón Valdés, ator de Seu Madruga, conta porque o pai abandonou o elenco de “Chaves”

Durante entrevista em um programa de televisão argentino, Carmen Valdés relatou os conflitos no elenco que levaram o pai, o falecido ator Ramón Valdés, a se afastar duas vezes da série de maior sucesso da televisão latino-americana

Resumo da Notícia

  • Neste último mês de agosto se cumpriram 32 anos da morte do ator mexicano Ramón Valdés
  • Para homenagear o pai, Carmen Valdés participou de várias entrevistas, em diferentes países da América Latina
  • Ela explica que durante os três primeiros anos da série, havia 'unidade e harmonia' dentro do elenco, mas que isso mudou quando Florinda Meza  e Roberto Gómez Bolaños iniciaram um romance

Neste último mês de agosto se cumpriram 32 anos da morte do ator mexicano Ramón Valdés, conhecido mundialmente pelo papel na série “Chaves”, o icônico Seu Madruga – ou Don Ramón, nome na versão original do programa de maior sucesso da televisão latino-americana.

-Publicidade-
Elenco do ‘Chaves’ (Foto: Reprodução / Instagram @carmenvaldesjul)

Para homenagear o pai, Carmen Valdés participou de várias entrevistas, em diferentes países da América Latina. Nesta última segunda-feira, 31 de agosto, o Canal 9 na Argentina exibiu uma entrevista com ela, na qual o tema foram os bastidores da série mexicana, com foco especial nas razões que levaram o pai a se afastar duas vezes do elenco, uma delas justamente durante o período de maior sucesso da série a nível mundial.

Carmen Valdés conta que havia muita pressão sobre o pai, ainda mais quando a série começou a fazer sucesso. “Foi muito triste. A saída do meu pai nunca deveria ter acontecido. Há muitas versões sobre isso, mas a verdade, para ser sincera com o público que tanto ama o meu pai, é que havia pressão sobre ele, por parte de outros atores”.

-Publicidade-
Neste último mês de agosto se cumpriram 32 anos da morte do ator mexicano Ramón Valdés (Foto: Reprodução / Instagram @carmenvaldesjul)

Ela também explica que durante os três primeiros anos da série, havia ‘unidade e harmonia’ dentro do elenco, mas que isso mudou quando Florinda Meza (atriz que interpretava a Dona Florinda) e Roberto Gómez Bolaños (intérprete do Chaves, além de criador e roteirista da série) iniciaram um romance, em 1977. “Foi uma situação que mudou tudo, porque Florinda começou a assumir certas questões que não passavam por ela antes, como querer dirigir os personagens sem ser oficialmente a diretora, e meu pai se sentiu desrespeitado algumas vezes”, disse.

A filha ainda lembra que além de Ramón Valdés, os atores Carlos Villagrán (Quico) e María Antonieta de las Nieves (Chiquinha) também se sentiram incomodados com a situação. “Aquilo levou meu pai a abandonar o programa. Anos depois, o Roberto (Bolaños) nos visitou e ele aceitou voltar, mas durou pouco tempo, porque os mesmos conflitos ressurgiram”, completou.

Por fim, Carmen Valdés mostrou uma foto do pai e comparou a personalidade com a do famoso personagem, o Seu Madruga, para assegurar que o incômodo no elenco não se tratava de uma disputa pessoal com Florinda Meza. “Este é o meu pai em nossa casa. Ele era assim mesmo, igual o Seu Madruga, um cara simples. Ele nunca discutiu nem com o Roberto (Bolaños) nem com a Florinda (Meza), mas ele via aquelas brigas acontecendo, e não gostava daquilo, não se sentia bem naquele ambiente”, completou Carmen, mostrando uma foto que havia subido recentemente em no perfil do Instagram.

Homenagem da filha para o pai (Foto: Reprodução / Instagram @carmenvaldesjul)

-Publicidade-