Gelotecas: Geladeiras transformadas em bibliotecas portáteis fazem sucesso em comunidades

Projeto criado pelo rapper Adriano Dplay tem como foco levar conhecimento e literatura para pessoas que não tem acesso

Resumo da Notícia

  • O projeto já alcançou 15 comunidades
  • O número de leitores dos locais aumentou
  • Eles tem planos para expandir o projeto

Diversas comunidades de baixa renda no Rio Grande do Sul receberam dezenas de geladeiras cheias de livros e por fora, todas decoradas com grafites super coloridos e divertidos. As “gelotecas” foi uma inciativa do rapper Adriano Dplay. “Queremos levar literatura e Arte para perto das pessoas, transformando sucata em espaços culturais“, diz ele sobre o Projeto Geloteca.

-Publicidade-
As gelotecas tem os mais diversos desenhos (Foto: Reprodução / Instagram)

As pequenas bibliotecas portáteis foram espalhadas por 15 cidades gaúchas, com foco em comunidades que antes não tinham acesso a livros. Adriano ainda revelou que muita gente não colocou esperanças no projeto, dizendo que “brasileiro não gosta de ler“, o que não poderia ser mais mentira.

Dplay reforça que o problema é a falta de acesso aos livros e de provocação. E eles estava certo, em todos os locais em que as gelotecas foram instaladas, o número de leitores subiu muito. Agora, o objetivo do projeto é ainda maior: alcançar 150 geladeiras em 20 municípios até o final do ano. Para conferir o Instagram do Projeto Geloteca, clique aqui!