Idosa encontra bebê em frente ao portão de casa: “Pensei que era uma caixinha com um gato”

Geni não acreditou quando percebeu que naquela caixa de papelão havia uma recém-nascida abandonada

Resumo da Notícia

  • Geni é uma idosa que foi surpreendida por uma caixa de papelão misteriosa
  • Nela, havia um bebê recém-nascido de um mês
  • A idosa pediu ajuda para uma vizinha amamentar a criança enquanto os pais da bebê não são identificados

Geni, uma idosa que mora no município de Itabuna, na Bahia, encontrou na última quarta-feira, dia 10 de novembro, uma recém-nascida na porta de casa. A bebê de um mês de vida foi resgatada de dentro de uma caixa de papelão e se encontra agora em uma casa de acolhimento.

-Publicidade-

Foi por volta das 6h30 quando Geni abriu portão da própria residência e acabou se deparando com uma caixa misteriosa que, inicialmente, acreditou que portava um gato.

“Eu fiquei sem reação. Primeiramente eu pensei que era alguma droga que colocaram na minha porta, ou uma caixinha com um gato, mas não estava miando. Aí eu resolvi encostar o dedão do pé. Quando eu encostei, estava pesado. Aí eu agachei e quando suspendi a tampa, o bebê estava respirando. Minha irmã começou a chorar, ficou muito emocionada, mas a bebezinha estava bem”, relembrou ela para o G1.

Eloíse foi abandonada dentro de uma caixa de papelão
Eloíse foi abandonada dentro de uma caixa de papelão (Foto: Reprodução/TV Bahia)

Após a surpresa, Geni decidiu chamar uma vizinha, que havia dado à luz há pouco tempo. “Eu disse: ‘E agora, o que eu faço? Eu tenho que chamar uma vizinha para dar banho e cuidar’. Eu chamei a vizinha, ela ouviu e veio. Ela disse para a gente ligar para a polícia e para o Conselho Tutelar.”, começou afirmando.

Em seguida, a mulher contou ainda que a vizinha ajudou a amamentar a criança, além de ter trocado a fralda de Eloíse Vitória, nome provisório que deram para a menina.

O Conselho Tutelar do município esteve na casa de Geni e levou Eloíse para o Hospital Manoel Novaes, onde os médicos constataram que a recém-nascida tem cerca de um mês. Em seguida, a bebê abandonada foi encaminhada para uma casa de acolhimento e, até a produção desta matéria, a Vara da Infância e a delegacia de Itabuna estão tentando identificar quem abandonou a menina.