Família

Mãe cria acessório bem diferente que ajuda crianças com deficiência em casos de acidente de trânsito

A filha de Natalie Bell tem dificuldades auditivas e a inspirou na criação do objeto

Giovanna de Boer

Giovanna de Boer ,filha de Karen e Christiano

Shae usando o acessório criado pela mãe (Foto: facebook/ Personalised by Nat)

A mãe australiana, Natalie Bell, criou uma alternativa acessível que pode ajudar outras mãe a protegerem seus filhos. Natalie inventou um acessório que pode ser aplicado no cinto de segurança do carro, um aviso de velcro. O utensílio deixa amostra a condição da filha, que tem deficiência auditiva. A menina de 10 anos, Shae Bell, tinha acabado de receber um implante coclear.

“Sempre me perguntei o que poderia acontecer caso estivéssemos envolvidas em um acidente de carro e eu não conseguisse dizer aos médicos que minha filha não poderia fazer uma ressonância magnética por causa do implante coclear”, escreveu Natalie no Facebook. “Agora eu não preciso mais me preocupar com essas capas de cinto de segurança. Isso pode ser adaptado para qualquer necessidade especial que a equipe médica precisa saber”.

Ela compartilhou essa foto da filha com o acessório:

Deficiente auditiva, inspirou a mãe na criação do objeto (Foto: facebook/ Personalised by Nat)

O post rapidamente viralizou nas redes sociais, com mais de 758 mil compartilhamento e 2016 mil likes, Natalie compartilhou outra foto com escritos diferentes nos acessórios:

Nat não parou por aí. Ela criou um relógio acessível para a filha que mostra os números em linguagem de sinais. Emocionante, né?

Relógio mostra as horas em linguagem de sinais (Foto: facebook/ Personalised by Nat)

“Tenho recebido muitos feedbacks positivos de pessoas ao redor do mundo todo- incluindo bombeiros, ambulâncias e policiais- dizendo o quanto isso teria feito muita diferença em acidentes passados sobre a forma como abordaram a situação”, Natalie disse para a Revista People.

Shae Bell

A menina nasceu com perda auditiva leve. Quando completou 1 ano de idade, Shae já tinha perdido quase toda a audição do ouvido esquerdo e apresentava uma perda auditiva severa do lado direito. Agora, a mãe da menina, de 5 anos, diz estar muito feliz por seus esforços terem tocado e conscientizado muitas pessoas ao redor do mundo.

Leia Também: 

Como saber se o bebê tem deficiência auditiva?

Seu filho chora na cadeirinha do carro? Saiba o que fazer

Veja 7 dicas de cuidados com a audição das criança