Mãe de menino que morreu em toboágua lembra que filho estava “radiante” com passeio

O caso aconteceu no último domingo, 13 de fevereiro, em Caldas Novas, Goiás

Resumo da Notícia

  • Mãe de menino que morreu em toboágua conta que filho estava "radiante" no passeio
  • Davi tinha apenas 8 anos de idade quando caiu do brinquedo de 15 metros
  • O Grupo DiRoma, responsável pelo parque aquático, diz que o toboágua estava em manutenção

No último domingo, 13 de fevereiro, Davi Lucas, de 8 anos, morreu em uma queda de 15 metros em um toboágua no parque aquático de Caldas Novas, no Sul de Goiás. A mãe do menino, Jaqueline Rosa, abriu o coração para o jornal Anhanguera e compartilhou o sentimento de felicidade do menino durante o 4º visita ao local.

-Publicidade-

“O Davi estava radiante, estava maravilhado. A gente já tinha ido outras vezes a Caldas Novas. Ele conhecia. Ele conseguiu ter acesso ao toboágua e não tinha nada tampando aqueles buracos. Ele não viu que não ia ter continuidade e desceu. Eu perdi meu anjo”, desabafou a mãe. Assim como a esposa, o pai do menino, Luciano Miranda, também comentou sobro caso e fez um apelo em conversa com o portal Metrópoles.

Criança se afoga ao cair de toboágua

“Parece um filme de terror. Tão simples interditar! Por que? Qual o público alvo do parque? Criança e adolescente. O parque tem que dar segurança”, comentou ele, sobre o ocorrido. “Foi muito rápido. Eu aflito com o bebê no carrinho, várias pessoas me consolando, me explicando o que estava acontecendo, que não tinha bloqueio nesse ‘Vulcão’. Minha esposa chegou e entrou em pânico. Fiquei exclusivamente do lado do meu filho”.

Luciano relembrou que Davi foi sozinho ao brinquedo, alegando que conhecia o parque “com a palma de sua mão”. Contudo, ao perceber que o menino estava demorando muito, decidiu ir atrás do filho. “Quando eu vi que estava demorando, fui procurar ele. Aí foi anunciado pelo microfone. ‘Pai da criança com roupa tal, de aproximadamente 8 a 9 anos, ir urgente na pastelaria’. Eu pensei: ‘Meu filho, aconteceu alguma coisa'”.

Entenda o caso

Em nota enviada no dia 14 de fevereiro, O Grupo DiRoma, responsável pelo parque aquático onde a criança estava, afirmou que a área em que ocorreu o acidente estava completamente fechada com tapume e devidamente sinalizada para reforma e melhorias.

“O Grupo vem publicamente lamentar e prestar profunda solidariedade à família da criança que tragicamente se acidentou nas dependências do nosso complexo”, afirma a nota.

Menino de 8 anos não sobrevive ao cair de 15 metros em toboágua de parque aquático
Menino de 8 anos não sobrevive ao cair de 15 metros em toboágua de parque aquático (Foto: Reprodução/G1)

O acidente aconteceu por volta das 15h em um toboágua chamado “Vulcão”. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também ajudou no resgate da vítima. Segundo nota divulgada pela prefeitura da cidade, a criança sofreu várias lesões e um traumatismo craniano seguido de afogamento.

O menino foi atendido por um guarda-vidas e levado pelo Samu para o Hospital Municipal de Caldas Novas. O garoto estava em estado grave e chegou a ser entubado. Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada para transferir ele via helicóptero, mas o menino sofreu uma parada cardíaca e a equipe teve que retornar.

De acordo com a prefeitura, a criança era de Conselheiro Lafaiete (MG) e estava a passeio com familiares. A morte foi confirmada pela equipe médica às 19h, e o corpo encaminhado ao Instituto Médico Legal da cidade. O caso deve ser investigado pela Polícia Civil.