Mãe mostra desenho do filho sobre realidade do home office e diversas famílias se identificam

Ela usou o LinkedIn para mostrar a imagem e fez um relato sobre o desenho e a culpa que vem sentindo nesse momento

Resumo da Notícia

  • Mãe mostra desenho do filho sobre realidade do home office
  • Ela compartilhou o desenho no LinkedIn
  • Diversas famílias se identificaram
  • Veja o desenho

Muitas famílias precisaram readaptar a rotina com a vinda da pandemia de coronavírus. Conseguir equilibrar a rotina com as crianças, home office e tarefas de casa não é nada fácil e as vezes bate aquela culpa – como dar conta de tudo? Uma mãe dos Estados Unidos se sentiu especialmente culpada depois que o filho deixou claro – por meio de um desenho – que ela não estava dando tanta atenção a ele.

-Publicidade-
Ela publicou uma foto do desenho (Foto: reprodução LinkedIn / Mirror)

Priya Amin, CEO da Flexable, explicou que o filho de seis anos fez um desenho para ela, mostrando como ela é durante o home office. A imagem mostra um garotinho perguntando à mãe se ela já terminou o trabalho. N frente de um computador, ela responde, sem rodeios que não. Ao ver o desenho, a mãe sentiu um aperto no coração e decidiu compartilhar uma foto da obra no LinkedIn.

“Alguns dias atrás, eu estava ocupada verificando algumas coisas de última hora da minha lista de tarefas quando meu filho de seis anos entrou sorrateiramente em meu escritório e me entregou um pedaço de papel. No começo, eu olhei para ele e disse ‘Oh, que bom amigo!’ mas quando olhei mais de perto, li quatro palavras que partiram meu coração – ‘Mamãe, acabou?’, pergunta o garoto do desenho ao que a mãe na foto respondeu ‘Não'”, começou ela, descrevendo o momento e o desenho.

“Eu olhei para o relógio – eram 18h05. Então eu olhei para minha lista de tarefas que parecia ter um quilometro de comprimento. Meu coração afundou – embora eu não goste de admitir, esta é a situação quase todas as noites”, continuou na publicação

Mais tarde, ela passou a dizer que sua “capacidade de separar o trabalho da vida doméstica tornou-se cada vez mais desafiadora com o passar da pandemia”, e que quando combinada com as “responsabilidades dos pais, educação em casa e obrigações domésticas, em geral, parece impossível”, completou.

“A culpa associada a isso é palpável. Culpa por não trabalhar o suficiente durante o dia. Culpa por não estar no meu melhor mental ou emocionalmente. Culpa por passar um tempo atoa com meus filhos em vez de tempo intencional e significativo com eles. Esse último tipo de culpa é o que caiu sobre mim como uma tonelada de tijolos quando este doce desenho pousou no meu colo. Acho que a única coisa boa que posso tirar dessa experiência é que meus filhos adoram passar tempo comigo”, finalizou.

Os internautas se identificaram com a publicação e logo começaram a comentar, contando as próprias experiências e confortando a mãe. “Eu me identifico muito! Meu filho me escreveu vários passes para usar. Cartões  escritos ‘Não posso ajudar’ que eu posso sacar quando ele pedir ajuda com trabalhos escolares e estiver muito ocupada com o trabalho. É uma realidade difícil, mas estamos juntas nessa”, escreveu uma, como apontado pelo portal Mirror.

“Meu filho de 5 anos está sendo regularmente decepcionado por eu ser um workaholic (viciado em trabalho). ‘Papai, acabou? Papai, venha brincar comigo! Papai, você está sempre trabalhando’. Palavras comoventes que ouço quase todos os dias. Mas esses e-mails não podem ser deixados de lado. As muitas reuniões precisam ser atendidas. Estou trabalhando muito para proporcionar o melhor futuro possível para meu filho, mas a ironia é que quase não tenho tempo para ele durante esses anos tão importantes de sua vida”, contou outro, mostrando à mãe que ela não é a única.