Maria Lina abre o jogo sobre relacionamento com a mãe: “Mudou depois de perder meu filho”

A ex-noiva de Whindersson Nunes comentou sobre a relação através de uma homenagem de aniversário para a mãe

Resumo da Notícia

  • Maria Lina parabenizou a mãe nesta quarta-feira, 26 de janeiro
  • A influenciadora comentou que o relacionamento entre elas mudou após a perda do filho
  • João Miguel, fruto do relacionamento com Whindersson Nunes, nasceu prematuro e faleceu horas depois do parto 

Nesta quarta-feira, dia 26 de janeiro, Maria Lina Deggan utilizou as redes sociais para celebrar o aniversário de sua mãe, Cássia Deggan. Por lá, a ex-noiva de Whindersson Nunes escreveu uma homenagem especial, na qual admitiu que o relacionamento entre as duas mudou após a jovem perder o filho recém-nascido, João Miguel, 3 horas após o parto.

-Publicidade-

Foi através do Instagram que Maria Lina comentou sobre a relação. Para acompanhar o texto comovente, a filha publicou ainda uma foto abraçada junto com Cássia Deggan. Para ver este conteúdo, clique aqui. 

Homenagem de Maria Lina à mãe
Homenagem de Maria Lina à mãe (Foto: Reprodução Instagram @marialdgg)

“Olho pra tudo que já passamos, pra toda nossa história, e só consigo pensar o quanto sou privilegiada. Você superou um câncer com uma força que nunca vi na vida, me lembro que você não chorava, e eu, quase todos os dias em prantos, ainda era acalmada por você. Sempre te amei, sempre te admirei, mas depois de perder meu filho, aliás, depois de entender o tamanho desse amor, nossa relação mudou.”, começou escrevendo

“Hoje te enxergo com outros olhos, hoje te escuto mais, hoje te admiro e te amo mais. Lembro que você dizia que tinham coisas que eu só ia entender quando tivesse meus filhos, e você estava certa. Queria estar aí no seu aniversário, mas mesmo de longe, quero que você sinta o meu amor e o de tantas pessoas que me admiram pela pessoa família que sou, resultado da criação que você e meu pai me deram, sempre cheia de amor. Amo você! Feliz aniversário! Enquanto eu viver, você nunca estará sozinha”, finalizou.

Perda do filho

Em seu novo livro “Vivendo como um Guerreiro”, publicado pela editora Serena, o ator e humorista Whindersson Nunes contou em detalhes a expectativa para a realização do sonho de ser pai e a dor da perda prematura de João Miguel no capítulo “Meu filho, João”. O capítulo também trás aborda a história do humorista com Maria Lina Deggan, mãe de João Miguel e sua ex-noiva.

O relacionamento do casal começou em 2020, durante a pandemia, e surgiu de uma mensagem direta que a garota enviou para ele no Instagram. “Dizia que havia assistido aos meus vídeos, todos, e não havia mais nada para assistir. […] Gostei da abordagem. Da cobrança bonita e da moça bonita. E me interessei por ela.”

O casal já havia comprado roupinhas antes mesmo de ter a confirmação de que ela estava grávida. O quartinho do bebê, que nasceu com 22 semanas de gestação, também já estava sendo montado. Whindersson explicou que a gestação não foi fácil, e que sua então parceira teria tido muitos episódios de enjôo.

“Foi quando, na 22ª semana, ela foi ao banheiro e sentiu que algo estava errado. Ela sempre sentia as coisas antes e sabia das coisas. E, então, um barulho começou a sujar nossa paz. Corremos para o hospital.” O próprio Whindersson foi dirigindo enquanto a mãe de João Miguel se contorcia de dor no banco do passageiro.

Nascimento de João Miguel

Ele explica que Maria já estava com dilatação para realizar o parto e nem a medicação para inibir as contrações funcionou. “Tivemos todo o cuidado, todos os recursos necessários. Sou grato a todos eles. E o João, então, nasceu, para ficar um dia comigo”.

Whindersson Nunes e Maria Lina Deggan
Whindersson Nunes e Maria Lina Deggan (Foto: Reprodução/Instagram)

No momento do nascimento, ainda que não planejado e repleto de dúvidas, Whindersson se lembrou de colocar para tocar “Anunciação”, a música que Maria Lima havia escolhido para acolher seu bebê para o mundo, que partiu 24 horas depois. “Eu pude vê-lo por um dia apenas, mas o amei e amo pela vida inteira”, acrescentou.

O ator compartilhou como foi a despedida dos ‘pais de primeira viagem’, que aconteceu na madrugada do dia 31 de maio deste ano. “O telefone tocou no quarto e pediram para que eu fosse lá. A voz ao telefone dizia que ele não estava bem, que ele havia tido uma parada cardiorrespiratória e estava com alguma coisa no pulmão. Pegamos João no colo, sem vida. Foi o momento em que eu mais chorei em toda a minha vida, e esse momento dura até hoje.”

Whindersson finaliza o relato contando que o bebê foi cremado. “Uma dor muito grande. Antes de ser pai, eu conheci a dor de perder um filho. Um pedaço de mim. Um alguém igual a mim. Meu filho será meu filho para sempre. Enquanto eu viver, ele viverá. Se eu tiver outros filhos, ele terá sido sempre o primogênito”.