Menina de 5 anos morre após ser atropelada sem querer pelo pai em oficina: “Um anjo lindo”

O caso aconteceu na última quarta-feira, dia 20 de julho. O pai estava na oficina da família manobrando uma caminhonete e não viu que a filha estava abaixo do veículo, resultando no acidente

Resumo da Notícia

  • Um pai atropelou a filha de 5 anos com uma caminhonete
  • A menina estava abaixo do veículo mas o pai não a viu
  • O homem a socorreu, mas a criança não resistiu

Na última quarta-feira, dia 20 de julho, um pai atropelou a filha de cinco anos de idade enquanto manobrava uma caminhonete. O caso aconteceu em Água Boa, cidade ao leste de Cuiabá, no Mato Grosso.

-Publicidade-
O pai levou a filha rapidamente para uma unidade de saúde após o acidente
O pai levou a filha rapidamente para uma unidade de saúde após o acidente (Foto: reprodução / Getty Images)

Clarice Storch, de cinco anos, estava dentro da oficina da família quando o pai a atropelou enquanto fazia uma manobra com a caminhonete. Segundo a Gazeta Digital, o acidente aconteceu durante a tarde do dia 20 de julho. O pai de Clarice estava manobrando a caminhonete Ranger e passou por cima da menina. Uma testemunha contou que a criança estava debaixo do automóvel e por isso o pai não a viu.

Assim que percebeu o acidente, o homem levou a filha para a unidade de saúde mais próxima. No boletim de ocorrência está relatado que a criança foi socorrida ainda apresentando sinais vitais, contudo, não resistiu aos ferimentos e faleceu por volta das 19h30 após ficar internada.

A menina foi levada para o hospital após ser atropelada, mas não resistiu
A menina foi levada para o hospital após ser atropelada, mas não resistiu (Foto: Reprodução/ Gazeta Online)

As aulas na escola de Clarice foram suspensas nesta quinta-feira, dia 21 de julho, e publicou um comunicado onde anunciava a morte da aluna: “É com imenso pesar que comunicamos o falecimento da nossa querida aluna Clarice Storch. O céu ganhou um anjo lindo, que nossa escola para sempre lembrará com tristeza da sua perda, mas com a alegria do sorriso. Para sempre em nossos corações”.