Método montessoriano: entenda porque Ticiane Pinheiro coloca cama de Manu direto no chão

O estilo foi criado por uma médica e incentiva a independência das crianças

Resumo da Notícia

  • Ticiane Pinheiro aproveitoupara contar para os seguidores um pouco mais sobre a decoração do quarto da caçula, Manuella
  • Os storie surpreenderam algumas mães, já que a apresentadora mostrou que a cama da bebê de 1 ano fica direto no chão.
  • A escolha pelo móvel tem uma boa razão por trás: trata-se do método montessoriano
  • O modelo de arquitetura prioriza o aprendizado e a independência das crianças

Ticiane Pinheiro aproveitou uma pausa na última segunda-feira, 30 de novembro, para contar para os seguidores um pouco mais sobre a decoração do quarto da caçula, Manuella. Os stories, porém, surpreenderam algumas mães, já que a apresentadora mostrou que a cama da bebê de 1 ano fica direto no chão.

-Publicidade-
A cama no chão faz parte do método (Foto: Reprodução / Instagram / @ticianepinheiro)

A escolha pelo móvel tem uma boa razão por trás: trata-se do método montessoriano. O modelo de arquitetura prioriza o aprendizado e a independência das crianças. Além da cama, outros objetos devem ficar mais próximos do chão, facilitando o acesso pelos pequenos.

Entenda o método montessoriano

Criado pela médica e educadora italiana Maria Montessori, o método Montessori dá prioridade para a busca direta e pessoal do aprendizado.  Segundo ela, o quarto deve ser estruturado de acordo com o olhar da criança e não do adulto. Os móveis precisam ter uma altura baixa, para que os objetos fiquem acessíveis. A arquiteta Thais Lacialamella, mãe da Marina, orienta que o ideal é que a criança tenha acesso a tudo que se encontra no quarto, sem precisar da ajuda de um adulto para explorar o local com segurança. “É importante acrescentar que o quarto deve evoluir conforme o crescimento da criança. Por isso, móveis modulares são uma boa pedida”, orienta.

Para não gastar muito, é só adaptar alguns itens. Por exemplo, substituir a barra por um varão de cortina e fazer as prateleiras com um marceneiro. O guarda-roupa de Ludmila ainda não é baixo, mas sua mãe colocou as roupas preferidas da menina nas gavetas inferiores, para que ela ajude na hora de escolher o que vestir.

O modelo traz benefícios para o desenvolvimento das crianças

Na visão de especialistas em educação, levar o método Montessori para o quarto só traz benefícios. Nossos filhos ficam mais independentes e organizados. Para Mônica Friaça, psicóloga clínica, professora da faculdade Santa Marcelina e mãe do Bernardo, o método pedagógico tem propostas interessantes.

“Nas escolas, o professor é um guia, um mediador que remove obstáculos e não uma cachoeira de conhecimentos. A criança começa a desenvolver a sua autonomia e descobre como lidar com a liberdade e o mundo”, complementa. Por isso, o quarto da criança deve ser construído não para o gosto dos pais, mas para o desenvolvimento dos filhos.