Namoradas descobrem que podem ser irmãs e realizam teste de DNA: “Muito para processarmos”

Carley e Mercedes, um casal canadense, descobriram que as mães se relacionaram com o mesmo homem, e realizaram um teste de DNA para verificar a possibilidade de serem irmãs

Resumo da Notícia

  • Um casal canadense viralizou após descobrir que podem ser irmãs
  • As mães de Carley e Mercedes se relacionaram com o mesmo homem na época
  • Elas realizaram teste de DNA e aguardam pelo resultado

Carley e Mercedes namoram há dois anos, e recentemente descobriram um fato curioso entre elas: as mães se relacionaram com o mesmo homem, e por isso existe a possibilidade de que sejam irmãs. O casal canadense, após descobrir que podem ser filhas do mesmo pai, utilizou as redes sociais para compartilhar a situação, e desde então ganharam muitos seguidores, curiosos sobre o desfecho da história.

-Publicidade-
Após conversa com as mães, casal descobre que há possibilidade de serem irmãs, e tentam confirmar a informação por meio de teste de DNA
Após conversa com as mães, casal descobre que há possibilidade de serem irmãs, e tentam confirmar a informação por meio de teste de DNA (Foto: Reprodução/Instagram/@mercedesxstewart)

Elas estiveram em entrevista com o Daily Star, um jornal britânico, e compartilharam como souberam da notícia: “Recebemos nossas mães uma noite e, como somos todas da mesma cidades, elas estavam falando sobre lugares e pessoas com quem costumavam sair no passado. De alguma forma, escapou que as duas estavam com o mesmo cara e todas nós pensamos que era uma coincidência louca”.

O casal realizou o teste de DNA, porém a confirmação (ou não!) tem previsão de sair entre duas a seis semanas, e os gastos com os exames ultrapassaram R$ 1.500 com o objetivo de que garantissem o resultado mais completo possível.

Enquanto ainda não é possível saber se existe mesmo algum tipo de laço sanguíneo entre elas, Carley e Mercedes afirmaram que não vão permitir que o namoro seja afetado. Ainda na entrevista, elas garantiram: “Foi muito para nós processarmos, mas como não sabemos ao certo, não colocamos nosso relacionamento em espera”.