Neguinho da Beija-Flor chora ao falar sobre perda de neto baleado: “Um menino bom”

Gabriel Ribeiro Marcondes, de 20 anos, foi vítima de um tiroteio no último domingo durante um baile funk no Morro da Bacia, em Nova Iguaçu. Segundo a família, o jovem estava lá para montar uma tenda do evento

Resumo da Notícia

  • Neguinho da Beija-Flor não escondeu a emoção na última segunda-feira, 19 de outubro, durante o enterro no neto
  • Gabriel Ribeiro Marcondes, de 20 anos, foi baleado no último domingo durante um baile funk no Morro da Bacia, em Nova Iguaçu
  • De acordo com a família de Gabriel, o jovem estava no baile para montar uma tenda do evento

Neguinho da Beija-Flor não escondeu a emoção na última segunda-feira, 19 de outubro, durante o enterro no neto Gabriel Ribeiro Marcondes, de 20 anos, que foi baleado no último domingo durante um baile funk no Morro da Bacia, em Nova Iguaçu. O sambista apareceu em lágrimas no Cemitério da Baixada Fluminense e lamentou a perda.

-Publicidade-
Gabriel não sobreviveu ao tiro (Foto: Reprodução / Instagram / @neguinhodabeijafloroficial)

De acordo com a família de Gabriel, o jovem estava no baile para montar uma tenda do evento. “Ele [Gabriel] era um menino bom, garoto bom. Estava nessa de armar a tenda e, segundo informações, esse lugar é perigoso. E ele foi lá botar a tenda e aconteceu na hora da operação, parece que houve troca de tiros lá por parte do pessoal e é isso. Meu filho também, eu tenho filho que também montava tenda, monta, mas a partir de agora essa atividade não vai exercer mais. É perigoso”, disse o avô em entrevista à Globo.

O acidente aconteceu no domingo (Foto: Reprodução / Globo)

Neguinho também disse que o neto queria ser jogador de futebol, além de ter estudado mecânica por um tempo. “É o caçula do meu filho mais velho [Paulo César Marcondes] (…) Sempre foi um garoto alegre, bom de bola, jogava muito bem futebol, depois abandonou. Estava no Nova Iguaçu, treinando, depois resolveu abandonar. Depois aprendeu mecânica e, por fim, já estava com atividade de armar tenda e deu no que deu”, lamentou.

-Publicidade-

As circunstâncias do caso estão sendo investigadas. De acordo com a Polícia Militar, os policiais foram até o local após receber uma denúncia. Chegando lá, teriam sido recebidos com tiros. Além de Gabriel, outros três jovens foram atingidos; desses, mais dois não resistiram.

-Publicidade-