“Foi escrito por Deus”, diz neta que cuidou da avó com Alzheimer por 12 anos após morte da mãe

Paula Ribeiro cuidou da avó com Alzheimer por 12 anos após o falecimento da mãe. A neta fala que a relação das duas era uma mistura de neta, avó, mãe e filha, já que a avó necessitava de cuidados constantes

Resumo da Notícia

  • Uma neta cuidou da avó com Alzheimer por 12 anos
  • Após o falecimento da mãe, a mulher passou a tomar conta da matriarca da família
  • A avó faleceu há pouco tempo, e neta comenta como a vida está após os 12 anos de cuidado

Paula Ribeiro Simoni, moradora da cidade de Caconde, no estado de São Paulo, cuidou da avó com Alzheimer, Célia,  por 12 anos. No início do mês de julho de 2022, Célia faleceu. 

-Publicidade-

Em entrevista ao portal Razões Para Acreditar, a neta contou um pouco sobre como a vida está sendo desde a perda da avó. Ela começa falando que começou a cuidar da avó um mês após a morte da mãe: “Quando minha mãe faleceu, a minha avó ficou doente no mesmo mês. Toda a minha demanda já voltou para a minha avó. […] Era como se fosse um bebê, sabe? Precisava de ajuda e cuidados constantes e diários”.

Paula cuidou da avó por 12 anos antes da matriarca falecer
Paula cuidou da avó por 12 anos antes da matriarca falecer (Foto: Reprodução/ Instagram/ @paulinharibkcond)

Além disso, o pai de Paula havia falecido quando ela tinha um mês de vida apenas, o que fez com que a família se tornasse apenas ela, a avó e a mãe: “Sentia que ela era como um filho, uma criança e um idoso ao mesmo tempo que precisava de cuidados, precisava de amor, precisava de carinho. E é sempre o que todo dia eu tentava passar para ela”.

Paula também contou que acreditava que cuidar da avó era o destino dela: “Foi escrito por Deus, porque foi uma história muito linda”. Ela finalizou falando sobre a falta que a matriarca faz: “Eu sinto falta da presença dela, do carinho, dos chameguinhos assim, que eu abraçava ela, sentia o cheiro dela. A palavra ‘vó’ para mim significa chamego, acolhimento, só coisa boa, não é?”.