Pai é preso após espionar babá por câmera escondida

Kelly Andrade está processando Michael Esposito após encontrar uma câmera escondida no detector de fumaças do quarto

Resumo da Notícia

  • Um homem colocou uma câmera dentro do quarto da babá
  • Ele foi preso por conta do crime
  • A babá falou sobre o assunto e disse que desconfiava do patrão

Uma babá passou por momentos de terror dentro da casa onde trabalhava. Ela afirmou que foi filmada nua pelo patrão. Hoje, com 25 anos, Kelly Andrade está processando Michael Esposito por supostamente instalar uma câmera no quarto para espionar ela. Segundo Kelly, ele tem centenas de vídeos dela.

-Publicidade-
O homem colocou uma câmera de segurança no quarto da babá
O homem colocou uma câmera de segurança no quarto da babá (Foto: Reprodução / Facebook)

Ela relatou também que depois de encontrar um cartão de memória com os vídeos, ele começou a tentar arrombar a porta do quarto. Ela ficou tão apavorada que teve que pular da janela do quarto para escapar. Logo em seguida ligou para a polícia, que prendeu o homem no dia 24 de março sob a acusação de vigilância ilegal.

A colombiana morava na casa da família em Tottenville, Nova York, nos Estados Unidos. Ficava na residência com Michael, a esposa, e os 4 filhos do casal, informou o New York Post. E lá ela tinha um quarto próprio para passar a noite e descansar.

O detector de fumaças

Ela relembrou que já tinha visto o homem no quarto, mas que ele argumentou que estava mexendo no detector de fumaça, que fica no teto. Ela disse que o dispositivo de segurança “estava constantemente sendo reposicionado”, de acordo com o processo da Corte Federal de Brooklyn.

Depois de 2 semanas de trabalho ela decidiu verificar o detector de fumaça, e se surpreendeu ao encontrar uma câmera junto com um cartão de memória com vários vídeos. Michael chegou em casa minutos depois. “Ele parecia muito nervoso e muito preocupado quando chegou em casa”, disse.

Com medo do que poderia acontecer, ela decidiu fugir do local, e acabou machucando os joelhos ao pular da janela do primeiro andar. Ela contou que só parou de correr quando se sentiu segura o suficiente. Então parou e foi procurar a delegacia mais próxima para relatar o incidente e entregar o cartão de memória.

“Fiquei com muito medo do que tinha acabado de acontecer. Agora, não tenho onde ficar. Estou em um país completamente desconhecido, estou sozinha. Não tenho dinheiro, não sei o que vou comer, não sei o que vou fazer amanhã”, desabafou a babá. Os advogados de Michael Esposito alegaram, no momento da prisão, que as câmeras foram instaladas por razões de segurança, de acordo com o Staten Island Advance.