Pais fazem fertilização in vitro para gerar um doador de medula óssea para o filho

Após o procedimento, nasceram gêmeos saudáveis, mas não doadores compatíveis. O que levou o casal a mudar o planejamento familiar e gerar mais um filho

Resumo da Notícia

  • Um casal decidiu sair da Espanha e viajar até a Bélgica para realizar um procedimento que salvaria a vida do filho deles
  • Eles passaram por um tratamento de fertilização in vitro para gerar um doador de medula óssea para seu primeiro filho
  • O procedimento é permitido no país europeu.

Um casal decidiu sair da Espanha e viajar até a Bélgica para realizar um procedimento que salvaria a vida do filho deles. Eles passaram por um tratamento de fertilização in vitro para gerar um doador de medula óssea para seu primeiro filho. O procedimento é permitido no país europeu.

-Publicidade-

No entanto, as coisas não saíram conforme os pais planejaram. Eles acabaram gerando gêmeos, e nenhum deles era compatível com a doação. Por conta do engano da equipe médica, os pais devem receber uma indenização de £ 57 mil (cerca de R$423.674) do hospital.

Pais fazem fertilização in vitro para gerar um doador de medula óssea para o filho
Pais fazem fertilização in vitro para gerar um doador de medula óssea para o filho (Foto: Getty Images)

De acordo com o Daily Mail, o procedimento de gerar um  “bebê doador” por meio de tratamento de fertilização in vitro é permitido – desde que a criança também seja desejada e não concebida apenas por motivos médicos. E depois de tentar encontrar um doador para o  primeiro filho, que sofre de um raro distúrbio sanguíneo, o casal decidiu apostar na ideia.

Após a FIV, nasceram gêmeos saudáveis, mas não  doadores de medula óssea compatíveis. O que levou o casal a mudar o planejamento familiar e gerar mais um filho. O menino nasceu na Espanha e era compatível com o primogênito. Depois da confusão, os pais acabaram sendo indenizados pelo erro do hospital.

Pais fazem fertilização in vitro para gerar um doador de medula óssea para o filho
Pais fazem fertilização in vitro para gerar um doador de medula óssea para o filho
(Foto: Getty Images)

Em nota ao Daily Mail, o hospital declarou: “É verdade que esta senhora teve um embrião transferido que infelizmente não tinha todas as características genéticas necessárias. No entanto, o embrião era saudável e tinha a melhor chance de resultar em gravidez. Os pais foram indenizados e os procedimentos no Centro de Medicina Reprodutiva em UZ Bruxelas foram tornados ainda mais rígidos para garantir que as chances de isso acontecer novamente sejam as menores possíveis”.