Paraquedista brasileiro lança mais de 100 milhões de sementes nativas na Amazônia

Luigi Cani em parceria com a Audi do Brasil, BTG Pactual e com a contribuição do Governo do Amazonas fez um iniciativa em prol do meio ambiente

Resumo da Notícia

  • Luigi Cani é paraquedista brasileiro e recordista mundial
  • O paraquedista lançou mais de 100 milhões de sementes nativas na Amazônia
  • O projeto surgiu com o propósito de ajudar na restauração e preservação do meio ambiente

Luigi Cani, paraquedista brasileiro e recordista mundial, lançou mais de 100 milhões de sementes nativas na área desmatada da Amazônia. 27 espécies de árvores nativas foram plantadas. A ação foi promovida pela Audi do Brasil, em parceria com o BTG Pactual, e contou com a contribuição do Governo do Amazonas e do programa “Domingão”, da TV Globo.

-Publicidade-

“100 milhões de sementes, de 27 espécies de árvores nativas, todas beneficiadas e com índice germinativo superior a 95%. Quando liberadas estrategicamente pelo ar, essas sementes pousarão precisamente em uma região desmatada no coração da Amazônia. A partir daí, elas não mais precisarão de intervenções humanas, os ventos de camada, os ventos de solo, a chuva e o sol completam a missão”, comentou o paraquedista em uma publicação no Instagram.

Luigi Cani jogou mais de 100 milhões de sementes na Amazônia
Luigi Cani jogou mais de 100 milhões de sementes na Amazônia (Foto: Reprodução/Instagram @luigicani)

Segundo Cani, foram 12 dias intensos e consecutivos de trabalho para realizar a missão. O projeto, que surgiu com o propósito de ajudar na restauração e preservação do meio ambiente, conseguiu coletar o total de 106 milhões de sementes para serem semeadas, pelo ar, na região amazônica. “O que vivemos durante esses 12 dias foi um aprendizado e uma experiência para dividir e inspirar gerações”, relatou Luigi Cani.

O salto foi transmitido no domingo, 27, no quadro “Cani nas Alturas“, do programa “Domingão“. Para realizar o feito, Luigi Cani teve que alcançar e abrir, em queda livre, uma caixa biodegradável contendo 300 quilos de sementes. Primeiro, no entanto, o paraquedista realizou dois saltos-teste com o compartimento contendo arroz, que deram errado. O lançamento obteve êxito somente no terceiro pulo e as sementes foram despejadas do ar numa velocidade de aproximadamente 170 km/h.

“Milhões de sementes nativas liberadas precisamente a 6.500 pés sobre uma região saudável para que os ventos de camada e de solo façam a semeadura com precisão de 2,5 quilômetros ao Norte dessa foto aonde está o desmatamento”, escreveu o paraquedista no Instagram.