Polícia prende suspeito de invadir mansão da família de Gisele Bündchen em Boston

De acordo com um comunicado dado à imprensa, o homem teria entrado na casa na madrugada desta segunda-feira e foi encontrado “deitado no sofá” do porão

Resumo da Notícia

  • Polícia prende suspeito de invadir mansão da família de Gisele Bündchen em Boston
  • O suspeito foi encontrado no sofá do porão
  • A família da modelo já não mora mais na mansão
  • Veja o que aconteceu

A polícia norte-americana prendeu um suspeito de invadir a mansão da família de Gisele Bündchen e Tom Brady em Brookline, Boston, na madrugada desta segunda-feira. O homem, identificado como Zanini Cineus, de 34 anos, teria entrado no imóvel às 5h55 no horário local, de acordo com o portal norte-americano TMZ.

-Publicidade-
A polícia prendeu o suspeito (Foto: reprodução/Instagram @gisele)

De acordo com um comunicado feito pelos policiais à imprensa, vários alarmes foram disparados e o suspeito foi encontrado “deitado no sofá” no porão da mansão. A casa está desocupada desde abril deste ano, quando o casal se mudou com os filhos, Benjamin, de 10 anos e Vivian, de 8 anos, para a Flórida, onde o jogador de futebol americano atua como quarterback pelo Tampa Bay Buccaneers.

O terreno foi comprado pela família em 2013 e os dois contruíram a mansão do zero. Hoje, ela conta com 14,3 mil metros quadrados, com direito a spa, piscina, livraria, adega de vinhos, cinco quartos, sete banheiros e um estúdio de ioga. A mansão está à venda desde agosto do ano passado. O preço original era de R$ 165 milhões, mas com a demora da venda, o imóvel sofreu um desconto e pode ser adquirido por “apenas” R$ 139 milhões.

-Publicidade-

-Publicidade-