Relato: “Expulsei meus pais de casa após descobrir que eles faziam bullying com os meus filhos”

Um homem comentou que teve uma discussão acalorada com os próprios pais e os obrigou a mudar de casa durante a pandemia. Isso depois dele descobrir que os avós estavam “intimidando” os próprios netos

Resumo da Notícia

  • Um homem comentou que teve uma discussão acalorada com os próprios pais e os obrigou a mudar de casa durante a pandemia
  • Isso depois dele descobrir que os avós estavam "intimidando" os próprios netos
  • O pai explicou que no início do isolamento o casal de idosos pediram para morar com a família

Um homem comentou que teve uma discussão acalorada com os próprios pais e os obrigou a mudar de casa durante a pandemia. Isso depois dele descobrir que os avós estavam “intimidando” os próprios netos. O pai explicou que no início do isolamento o casal de idosos pediram para morar com a família, já que ambos fazem parte do grupo de risco e gostariam de uma de apoio próxima.

-Publicidade-

O pai solo concordou e os avós se mudaram para a casa que ele divide com os dois filhos – Marcus, de 16 anos, e Maria, de 14. Ele ainda explicou que os pais não estavam pagando aluguel ou contribuindo com as contas durante a estadia e que durante a infância ele havia tido um relacionamento difícil com os responsáveis, isso porque o próprio pai “sempre acreditou no amor duro” e, como resultado “não conheceu muito bem” os netos.

No passado, os pais já faziam comentários sobre os filhos que o “irritavam”, incluindo notas como “ele não é muito viril” e “isso não é muito feminino”, mas ele comentou que tinha “aprendido a lidar com isso”. No entanto, um dia quando ele voltou para casa do trabalho mais tarde do que de costume, ele percebeu que Maria e Marcus estavam “visivelmente chateados” e os questionou sobre o que havia acontecido.

Relato: “Expulsei meus pais de casa após descobrir que eles faziam bullying com os meus filhos” (Foto: iStock)

No passado, os pais já faziam comentários sobre os filhos que o “irritavam”, incluindo notas como “ele não é muito viril” e “isso não é muito feminino”, mas ele comentou que tinha “aprendido a lidar com isso”. No entanto, um dia quando ele voltou para casa do trabalho mais tarde do que de costume, ele percebeu que Maria e Marcus estavam “visivelmente chateados” e os questionou sobre o que havia acontecido.

Segundo ele, a filha tem endometriose e sofre muito com ela, e, como um bom irmão, Marcus costuma cuidar dela quando ela está desconfortável. “Eles disseram que [os avós] falaram para a Maria para engolir o choro quando ela estivesse com dor e para Marcus parar de ser fraco ou ele seria um homem inútil quando crescesse”, contou o pai.

“Com isso, eu disse aos meus pais para saírem de casa, eles obviamente protestaram, mas foram embora. Eles me ligaram e deixaram várias mensagens de voz falando que eu não me importaria se eles ficassem doentes e coisas do tipo”. Depois do momento o pai solo se arrependeu das ações.

“Agora que tive algum tempo para repensar minhas ações, acho que sou um idiota porque deveria ter tentado explicar meus problemas com os comentários deles novamente, em vez de fazer algo como expulsá-los no calor do momento”, concluiu, mas os leitores acharam as ações do pai justificáveis e corretas.