Repórter da TV Globo que foi esfaqueado mostra as cicatrizes pela primeira vez: “Lembrete diário”

Dois meses após sofrer tentativa de latrocínio, Gabriel Luiz publicou uma foto em que mostra as cicatrizes que as facadas deixaram em seu corpo

Resumo da Notícia

  • O jornalista Gabriel Luiz foi vítima de um latrocínio em que foi esfaqueado em abril desde ano
  • Dois meses depois, ele publicou uma foto em que mostra as cicatrizes que as facadas deixaram em seu corpo
  • O repórter também escreveu um texto na legenda da publicação em que fala sobre os aprendizados que teve após quase ser morto
 

O jornalista Gabriel Luiz, da TV Globo, que foi vítima de um esfaqueamento no dia 14 de abril, mostrou primeira vez as cicatrizes deixadas em seu corpo.

-Publicidade-

O repórter compartilhou um clique em que aparece na praia ao lado do namorado, Lucas Machado. Na imagem, é possível ver os lugares em que ele foi esfaqueado e as marcas das cirurgias que passou posteriormente. Gabriel também escreveu um texto na legenda da publicação em que fala sobre os aprendizados que teve após quase ser morto.

O jornalista da TV Globo que foi esfaqueado em Brasília teve alta de hospita
O jornalista da TV Globo que foi esfaqueado em Brasília teve alta de hospital (Foto: reprodução TV Globo)

“Meu corpo carrega as marcas – visíveis e invisíveis – do que fizeram comigo. Mesmo convivendo em paz com elas, olho para mim e vejo a violência do que foi e o susto do que poderia ter sido. As cicatrizes, principalmente as mais internas, são um lembrete diário. De esperança, muita gratidão e vida, mas também de indignação, de algo que nunca vai ser normal aceitar e que não deixa de doer. Eu vivo as consequências da inconsequência dos outros”, começou.

(Foto: Reprodução/Instagram)

Por fim, o jornalista demonstrou muita força em sua recuperação. “E pode parecer contraditório, mas depois disso eu precisei confiar ainda mais nos outros. Sei da minha força, mas é nos outros que encontrei o abraço para me proteger, o apoio para me levantar. Aprendi que não estou sozinho. Nunca foi só eu comigo mesmo”.

Relembre o caso

No dia 14 de abril, Gabriel Luiz foi atacado por dois homens. Ele levou dez facadas e foi atingido no pescoço, no abdômen, no tórax, na perna, no estômago, no pulmão, no pâncreas e no diafragma, além do braço e do pulso.

O crime aconteceu por volta das 23h45, enquanto Gabriel voltava para casa de um bar que foi com amigos em Brasília. Câmeras de segurança do prédio flagraram o momento em que os jovens se aproximam e atacam o jornalista. Segundo as investigações da Polícia Civil, o crime foi cometido por José Felipe Leite Tunholi, de 19 anos, e por um adolescente de 17 anos. Eles roubaram o celular e a carteira de Gabriel, que foram encontrados momentos depois, perto do local do assalto. Os suspeitos foram presos.