Representatividade! Turma da Mônica homenageia atriz e baterista com Síndrome de Down

Paula Werneck acaba de entrar para o hall das Donas da Rua da História, projeto que tem apoio da ONU Mulheres

Resumo da Notícia

  • Turma da Mônica homenageia atriz e baterista com Síndrome de Down
  • Paula Werneck entrou para o hall das Donas da Rua da História
  • O projeto tem como objetivo trazer visibilidade às mulheres notáveis para inspirar outras crianças

Novidade na área! Paula Werneck acaba de entrar para o hall das Donas da Rua da História, da Turma da Mônica.  A homenagem em celebração ao Dia Internacional da Síndrome de Down, comemorado em 21 de março, faz parte do projeto Donas da Rua, que tem apoio da ONU Mulheres.

-Publicidade-
Paula Werneck entra para o Hall de Donas da Rua (Foto: divulgação)

Com 33 anos, a escolhida pela Mauricio de Sousa Produções já nasceu artista! Começou como atriz em 1998, aos 10 anos, realizando trabalhos na TV Globo, no seriado “Mulher”. Paula também fez participações nas novelas “América” (2005), “Viver a Vida” (2009) e em outros programas do canal, como o Domingão do Faustão, Vídeo Show e o Criança Esperança. Ela ganhou ainda mais espaço ao se destacar tocando bateria no vídeo da campanha Ser Diferente é Normal, do Instituto MetaSocial, fundado pela mãe, Helena.

Na homenagem, a baterista é interpretada pela primeira personagem com Síndrome de Down da Turma da Mônica, a Tati, superanimada e criativa, características bem parecidas com Paula.

-Publicidade-

Essa não é a primeira vez que uma mulher com Síndrome de Down é contemplada com esse seguimento do projeto! A atriz Tathi Piancastelli, que atuou na Broadway; a potiguar Debora Seabra, primeira professora com síndrome de Down, na América Latina, a concluir o curso de Magistério; e a blogueira Cacai Bauer, também fazem parte desta história.

Segundo a criadora do projeto Donas da Rua e diretora executiva da Mauricio de Sousa Produções, Mônica Sousa, é uma honra poder homenagear uma pessoa tão incrível. “Essa é a quarta vez que uma mulher com Síndrome de Down entrou para a história do Donas da Rua. Quarta de muitas outras que estão por vir! Faz parte do nosso objetivo trazer visibilidade para que possamos exercer a representatividade e levar a mensagem do projeto ao maior número de meninas e mulheres possível”, destaca a executiva.

Criado em 2006, o projeto Donas da Rua tem como objetivo trazer visibilidade às mulheres notáveis para que se tornem exemplo, incentivem e conscientizem outras meninas e mulheres de que todas são capazes de marcar a história da humanidade.