“Super Bê”: bebê prematuro fica 199 dias na UTI Neonatal e tem recuperação comemorada pelos pais

Bernardo nasceu com 31 semanas de gestação e precisou passar por uma cirurgia enquanto estava internado na Maternidade Brasília

Resumo da Notícia

  • Uma família de Brasília viu o filho recém-nascido lutar pela vida por 199 dias após um parto prematuro
  • O “Super Bê”sofreu com várias complicações e precisou passar por uma cirurgia enquanto estava internado
  • O bebê ficou na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTI) da Maternidade Brasília

Uma família de Brasília viu o filho recém-nascido lutar pela vida por 199 dias após um parto prematuro na 31º semana de gravidez. O “Super Bê”, como ficou conhecido pelos pais e amigos, sofreu com várias complicações e precisou passar por uma cirurgia enquanto estava internado na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTI) da Maternidade Brasília, em 2020. Hoje, a mãe, Dayana, comemora a saúde do pequeno.

-Publicidade-

 “Super Bê” ficou 199 dias internado

A apreensão de uma mãe é tanta nessas situações, que como conta Dayana, a família esperava todas as madrugadas por uma ligação no meio da noite dizendo que o bebê não tinha resistido. “Tanto no período de internação do Bê, quanto antes disso soube de muitas histórias, conheci mães que perderam seus bebês e passei por muita angústia. Mesmo assim, eu também tive lá os meus melhores dias. O Bernardo teve todo o apoio necessário para renascer, sendo cuidado, tratado e isso para o coração de uma mãe não tem preço”, relata a mãe, que entrou em trabalho de parton bem antes do esperado.

Bebê prematuro ficou 199 dias internado na UTI (Foto: Getty Images)

Além do acompanhamento de Bernardo, Dayana agradeceu o suporte que recebeu dos médicos e enfermeiros durante o período da internação. Segundo ela, a atenção dos profissionais foi decisiva para se manter com esperanças na recuperação do filho. “Elas não cuidaram só do meu filho, elas cuidaram de mim. Uma mãe de UTI é uma mãe solitária, pois não é qualquer pessoa que pode ficar ali com a gente. O Bernardo foi evoluindo e ao mesmo tempo enfrentou outras situações, foi entubado várias vezes. Meu filho passou por inúmeras cirurgias, exames, pioras, melhoras, mas sempre com muito cuidado e carinho dos profissionais”, descreve.

-Publicidade-

Bernardo “renasceu” ao voltar para casa

Depois dos seis meses e 15 dias mais longos da família, Bernardo voltou para casa e já está brincando e sorrindo ao lado dos pais. Embora a maior parte dos bebês prematuros fiquem até 60 dias internados na UTI Neonatal, casos como o do Super Bê não são incomuns. A Neonatologista da Maternidade Brasília, Ana Amélia,  explica que algumas crianças precisam de cuidados especiais nesse período.

“O Bernardo teve acompanhamento com cardiologista, neurocirurgião, neurologista, broncoscopista, cirurgião pediatra, além do apoio e cuidados da equipe de enfermagem, fisioterapia, fonoterapia, terapia ocupacional, nutricionista, farmácia clínica, psicologia. Isso foi o que garantiu que o nosso príncipe pudesse se restabelecer de problemas de saúde muito graves”, explica a médica.