Vida normal! Austrália volta à rotina pré-covid sem a necessidade de máscaras

Os moradores locais já podem frequentar shows e estádio de futebol sem a necessidade do item de proteção graças à tecnologia e contenção da pandemia

Resumo da Notícia

  • Austrália volta à rotina pré-covid sem a necessidade de máscaras
  • Os moradores locais já podem frequentar shows e estádio de futebol sem a necessidade do item de proteção
  • Isso aconteceu graças à contenção da pandemia e à ajuda de aparelhos tecnológicos que permite o rastreamento da população

Desde que a pandemia de coronavírus trouxe o isolamento social para o Brasil, muitas famílias começaram a se perguntar quando tudo isso finalmente chegaria ao fim. Assim também foi em diversos países ao redor do mundo. Enquanto alguns ainda lutam contra a pandemia, outros já conseguem sair por aí para comemorar o fim do isolamento. É isso que acontece atualmente na Austrália. Os moradores de lá já podem transitar na rua normalmente e fica ainda melhor: não precisam usar máscaras!

-Publicidade-
Austrália volta à rotina pré-covid sem a necessidade de máscaras (Foto: iStock)

Isso acontece porque, além do número reduzido de casos pela doença o país instaurou um sistema de monitoramento tecnológico, que consegue rastrear por onde passaram os infectados. Esse sistema funciona da seguinte maneira: pela cidade, estão espalhados algumas máquinas de escaneamento. Por meio de um QR Code instalado no celular, que contém o nome e telefone da pessoa, cada local por onde ela passa fica rastreado. Sendo assim, quando um novo caso é confirmado, um período curto de isolamento é imposto a todos os residentes da região atingida e aos que transitaram pelos locais rastreados, como explicado pelo jornal O Globo.

Graças a esse esquema de rastreamento, 70 mil pessoas puderam ir até o estádio Melbourne Cricket Ground (MCG) no dia 25 de março, para assistir uma partida de futebol de dois times australianos. O local ficou com 70% da capacidade ocupada e nenhuma das pessoas que foram acompanhar o jogo de perto precisaram usar máscaras.

O país não registra mortes pela doença desde dezembro de 2020, mas, para isso, também passou por quarentenas severas, fechando, inclusive, a fronteira entre os estados. Em agosto do ano passado a Austrália viveu o pico da doença no país, registrando pouco mais de 500 casos e 20 mortes diárias. O país, que tem 25,4 milhões de habitantes está atualmente com uma média móvel de menos de 8 casos diários. De acordo com informações do portal Our World In Data, da Universidade de Oxford, desde o início da pandemia no país, eles registraram 29 mil casos e 909 mortes.

Devido ao sucesso no controle da pandemia, as famílias da Austrália aos poucos retomam a vida como era antes, com direito a trabalho presencial, encontros em família e até mesmo idas em shows e jogos de futebol. De acordo com o que moradores locais disseram ao jornal O Globo, isso foi possível devido à grande aderência da população nos momentos de isolamento mais severos e até mesmo lockdown. “Grande parte se mobilizou muito para evitar o agravamento da situação e não quebrou regras de lockdown, uso de máscaras, distanciamento social e higiene”, pontuou a brasileira Maisa Machado, de 30 anos, moradora de Sydney.