Vulcão que pode causar tsunami no Brasil entra em erupção nas Ilhas Canárias

Ele é chamado de Cumbre Vieja e fica localizado na costa africana – onde estava inativo há décadas

Resumo da Notícia

  • Um vulcão que pode causar tsunamis no Brasil entrou em erupção neste domingo, 19 de setembro
  • Ele está localizado no Parque Nacional de Cumbre Vieja, no sul das Ilhas Canárias
  • Autoridades já pediram que moradores da região fiquem em estado de alerta

O vulcão que pode gerar tsunamis no Brasil entrou em erupção nas Ilhas Canárias, na costa africana. Localizado dentro do Parque Nacional Cumbre Vieja, o vulcão entrou em erupção 11h15 – horário de Brasília.

-Publicidade-

Autoridades locais confirmaram que se tratou de uma explosão leve, que lançou fontes de lava e nuvens cinzas de fumaça. Mesmo assim, a população já foi alertada para se manter afastada de estradas e regiões próximas ao vulcão. Pessoas que moram nas aldeias vizinhas foram divididas entre cinco abrigos organizados por soldados.

O vulcão entrou em erupção
O vulcão entrou em erupção (Foto: Reprodução/ G1)

Antes da erupção, a população já havia sofrido com terremotos de magnitude 3,8 dentro do parque nacional, de acordo com o Instituto Geográfico Espanhol (ING).  A televisão espanhola cobriu a erupção vulcânica que podia ser vista do outro lado da ilha.

Entenda o caso

O vulcão Cumbre Vieja, localizado na ilha de La Palma, na costa da África, teve o nível de alerta acionado para erupção por autoridades da Espanha. Ele pode causar um tsunami que atingiria todas as Américas, chegando até no Brasil, com foco nas regiões Norte e Nordeste do país. O portal “MetSul Meterologia”, confirmou a informação nesta semana. Cumbre Vieja está inativo há décadas e começou a mostrar sinais de atividade “moderada” nos últimos dias.

Localização do vulcão Cumbre Vieja
Localização do vulcão Cumbre Vieja (Foto: Reprodução / Google Maps)

“Ele não estava dando sinais de erupção, mas agora ele chegou a um segundo nível. São quatro níveis de alerta. Ele pode vir a ter uma erupção, mas não significa que essa erupção vai gerar um tsunami, mas é uma possibilidade, mesmo que mínima”, explicou o pesquisador do Instituto de Ciências do Mar da UFC (Universidade Federal do Ceará), Carlos Teixeira, em entrevista ao “UOL”.

O portal Metsul também afirmou que a região de La Palma vem enfrentando aumento nos movimentos vulcânicos desde 2017 e ganhou maior força desde 2020.  “Nos últimos dias, além de aumentar o volume de movimentos sísmicos, sua intensidade aumentou com abalos que tiveram magnitude superior a 3. A profundidade dos epicentros também diminuiu, em média, de 30 para 12 quilômetros. Só ontem foram mais de 100 tremores e um teve profundidade de apenas 4 quilômetros”, detalha o portal.