Mulher dá à luz em carro de aplicativo e convida motorista para ser padrinho do bebê

Eduarda Santos estava no caminho do hospital quando teve o filho no banco traseiro de Wesley Tavares

Resumo da Notícia

  • Eduarda Santos estava indo para o hospital quando entrou em trabalho de parto
  • O bebê nasceu no banco traseiro
  • O motorista Wesley Tavares foi chamado para ser padrinho da criança

Na ultima semana, Eduarda Santos estava dentro do carro do motorista de aplicativo Wesley Tavares, fazendo uma viagem para o hospital no município de Santana, a 17 quilômetros de Macapá, quando de repente entrou em trabalho de parto e teve o filho Gael Benício ali mesmo no banco traseiro. No mesmo dia, 10 de julho, a mãe fez o convite para que Wesley fosse padrinho do menino.

-Publicidade-

Uma semana depois os dois se reencontraram e relembraram esse momento tão especial. “Eu fiquei muito feliz em ter ajudado e ter participado desse grande marco na vida da família. E eu vou, sim, ser padrinho dele, com muito prazer”, afirmou o motorista. Ele ainda lembra que quando ouviu o choro do bebê, tentou passar tranquilidade para a mãe e avó da criança, que também estava no veículo. “Eu acho que o susto que eu levei não me deixou ficar nervoso. Fiquei assustado e tranquilo. Fui passando tranquilidade para a avó e a mãe, e nós fomos seguindo a viagem. Vai ser um momento único. Acho que não vai ter outra vez”, disse.

Eduarda conta que Gael já é o quarto filho, e o primeiro menino. No dia do nascimento, ela já havia ido ao HES com algumas dores, mas foi mandada de volta para casa pelos médicos, pois ainda não tinha atingido a dilatação necessária para realizar o parto. Mas as dores continuaram durante a manhã, até que a bolsa estourou. Na correria para chegar ao hospital, Wesley foi chamado via aplicativo de corridas, e minutos depois de entrar no carro com acompanhada da mãe, o filho dela nasceu.

“Eu vou agradecer o Wesley para o resto da minha vida. Acho bacana o vínculo que ele teve desde o nascimento do meu filho. Ele passou bastante tranquilidade para a gente durante a viagem até o hospital. O bom foi ver meu filho bem e saudável”, contou Eduarda. “Ele [Gael] é um amor de criança. Só é chorão na hora do banho, mas é um amor de criança. Nasceu com 2,8 quilos. Saudável e bem espertinho. Eu espero que ele cresça com essa saúde e traga bastante alegria para nós”, acrescentou a mãe.