Gravidez

Os hormônios vão tirar você do eixo na gravidez. Mas relaxa, passa!

Eles são responsáveis por todas as transformações no seu corpo durante a gestação. A melhor forma de lidar com isso é entender que é normal

Jéssica Anjos

Jéssica Anjos ,filha de Adriana e Marcelo

pretty-caucasian-girl-covers-her-face-with-her-hands-picture-id844360924

(Foto: iStock)

Deu positivo! Depois desse resultado começa a jornada dos pais até o dia do nascimento do bebê. A mulher passa por mudanças na casa, na rotina, na família e nos hormônios! Sendo que este último item pesa mais. “Desde o diagnóstico da gestação até o parto, a ação desses hormônios pode ser notada, seja promovendo modificações no corpo e/ou permitindo que o embrião e o feto tenham asseguradas as melhores condições para sua formação completa”, diz Vander Guimarães Silva, ginecologista e obstetra, professor titular de Saúde da Mulher da Faculdade de Medicina de Petrópolis, filho de Maria das Graças e José.

A maior parte dessas mudanças é estimulada por alterações hormonais que aparecem especificamente durante a gestação. “Os hormônios mais importantes são o estrogênio, a progesterona, o hormônio liberador de corticotrofi – na, o lactogênio placentário, a somatomamotropina humana, a prolactina e a ocitocina, além do gonadotrófico coriônico”, completa o especialista.

E o que esses nomes estranhos têm a ver com o que você está sentindo? Vamos explicar. Um dos primeiros hormônios, o Beta HCG (hormônio gonadotrófico coriônico), traz a certeza para os médicos e pais de que há mesmo um bebê a caminho. E ele também é responsável pelas incômodas náuseas.

“A função desse hormônio é assegurar que a fixação do ovo (zigoto) no interior do útero esteja garantida, permitindo assim o desenvolvimento do embrião”, explica Vander. A partir de 14 semanas de gravidez, aproximadamente no terceiro mês, a placenta passa a ser quem