Esposa do deputado Luiz Lima e filho são detidos em praia do Rio de Janeiro por descumprir quarentena

De acordo com os policiais, eles foram orientados a deixar o local, mas não seguiram. Já o deputado, contou uma outra versão

Resumo da Notícia

  • A esposa do deputado Luiz Lima foi detida por descumprir quarentena no Rio de Janeiro
  • Ela e o filho foram levados para a delegacia
  • Os policiais afirmam que pediram, em um primeiro momento, que família deixasse o local, mas não foram atendidos
Eles foram autuados pelo crime (Foto: reprodução)

Milene Comini foi detida junto dos filhos e de uma amiga na praia de Copacabana, Rio de Janeiro, por descumprir a quarentena. Todos os envolvidos, com exceção da filha de 14 anos que tem com o deputado federal Luiz Lima, foram levados para a 13ª DP.

-Publicidade-

Além deles, outras duas pessoas que estavam no local também foram levadas para a delegacia pelo mesmo motivo. Todos foram autuados pelo crime de tentativa de infração de medida sanitária imposta, prevista no artigo 268 do Código Penal, de acordo com o jornal Extra.

Uma vez que a pena nesses casos é de um mês a um ano, ninguém foi preso, mas precisarão responder a um processo no Juizado Especial Criminal. O adolescente, filho de Milene, terá que responder a Vara da Infância e Juventude.

-Publicidade-

A Polícia Militar explicou em nota para o jornal que “os agentes do 19º BPM (Copacabana) faziam patrulhamento na orla, na altura do posto 5, quando observaram um grupo de pessoas na areia da praia”.

Eles iniciaram com o chamado protocolo de conscientização, orientando que todos deixassem a praia. Como isso não ocorreu, foram encaminhados para a delegacia. Já o deputado, em entrevista para o Extra, contou outra história.

“O mar é da União, não é de competência do estado proibir isso. Em nenhum momento elas ficaram na areia, eles estavam nadando no mar, mas quando a Milene a Ana saíram em um determinado ponto, os policiais estavam esperando por ela. Eles comunicaram que estavam infligindo o decreto e logo depois foram os levaram para o camburão”, explicou.