Saúde

Vacinação na gravidez: entenda a importância da imunização para proteger o seu filho ainda no útero

Durante a gestação, a mãe compartilha tudo com o bebê: genética, oxigênio, nutrientes e também anticorpos que podem ajudar na proteção do bebê contra doenças

Jennifer Detlinger

Jennifer Detlinger ,Filha de Lucila e Paulo

(Foto: Getty Images)

Toda mãe se preocupa com a saúde e bem-estar do filho. Logo após a descoberta da gravidez, você tenta fazer tudo que pode para que o bebê fique saudável e se desenvolva da melhor forma. Durante a gestação, a mãe compartilha tudo com o bebê: genética, oxigênio, nutrientes e também anticorpos que podem ajudar na proteção do bebê contra doenças. Por isso, o cuidado com a imunização deve começar ainda na gestação.1,4

Você sabia que existem vacinas especialmente recomendadas para as grávidas?1 Colocar a caderneta de vacinação em dia durante a gestação é essencial para a saúde da mulher e do recém-nascido.6 As vacinas tomadas durante a gestação protegem a mãe e também podem ajudar a proteger o bebê durante os primeiros meses de vida contra doenças como a difteria, tétano, coqueluche, gripe e hepatite B.1,3,5,6

“A vacinação durante a gravidez é um momento muito importante tanto para a mulher quanto para o bebê. Durante a gestação, a mãe que toma a vacina passa a produzir uma série de anticorpos, que é o nosso mecanismo de defesa. A mãe é capaz de transferir os anticorpos ao bebê enquanto ele ainda estiver no útero, conectado à placenta, e também depois, através da amamentação”, explica a pediatra Bárbara Furtado (CRM-RJ: 72109-3), mãe de Henrique e Rafael, gerente médica de vacinas da GSK. Esse cuidado é muito importante pois os bebês irão nascer com esses anticorpos que podem protegê-los nos primeiros meses de vida, até que completem o seu esquema vacinal primário.1,5

(Foto: Getty Images)

Para falar sobre a importância da imunização materna na prevenção de doenças como a coqueluche, a Pais&Filhos se juntou com a GSK para o encontro Coqueluche: Proteção de mãe para filho. No dia 15 de agosto, vamos levantar esse assunto com especialistas, mães e pais, além dos nossos embaixadores e influenciadores, durante uma manhã inteira de conversas, troca de experiências e muito aprendizado.

Andressa Simonini, nossa editora-executiva, vai comandar um bate-papo com o Dr. Igor Padovesi (CRM-SP 134.933), ginecologista e obstetra, nosso colunista e pai de Beatriz e Guilherme, e com a Dra. Bárbara Furtado. Fique de olho em nossas redes sociais para não perder nenhum detalhe do encontro. Vamos transmitir o bate-papo em tempo real através de uma live no Facebook, a partir das 11h. Também dá para acompanhar todo o conteúdo pelas hashtags #VacinaCoqueluche #Coqueluche #ImunizaçãoMaterna #ProteçãodaGestante #Gravidez.

Outra atitude que pode ajudar a evitar a transmissão de doenças para o bebê é manter bons hábitos de higiene, como lavar as mãos e cobrir a boca e nariz ao tossir e espirrar.2

Não deixe de consultar o seu médico.

Referências:

1. SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÕES. Vacinação gestante: sucesso de proteção para mãe e 2018. Disponível em: <https://vacinasparagravidas.com.br/public/docs/guia-da-vacinacao.pdf>. Acesso em: 19 jul. 2019

2. CENTERS FOR DISEASE CONTROL AND PREVENTION. Pertussis (Whooping cough). Prevention. 2017. Disponível em: <https://www.cdc.gov/pertussis/about/prevention/index.html>. Acesso em: 25 jul. 2019.

3. SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÕES. Calendário de vacinação SBIm gestante: Recomendações da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) – 2019/2020 (atualizado até 28/04/2019). Disponível em: <https://sbim.org.br/images/calendarios/calend-sbim-gestante.pdf>. Acesso em: 19 jul. 2019

4. A melhor forma de prevenir a coqueluche é manter vacinação em dia. 2016. Disponível: <https://portal.fiocruz.br/noticia/melhor-forma-de-prevenir-coqueluche-e-manter-vacinacao-em-dia>. Acesso em: 19 jul. 2019.

5. Ministério da Saúde. Vacinação: calendário nacional de vacinação. Disponível em: <http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/jpg/2019/marco/22/Calendario-de-Vacinacao-2019-Atualizado-Site-22-03-19.jpg>.Acesso em: 19 jul. 2019.

6. FEDERAÇÃO BRASILEIRA DAS ASSOCIAÇÕES DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA. Programa Vacinal para Mulheres. São Paulo: FEBRASGO, 2017. 170p.

Material dirigido ao público em geral. Por favor, consulte o seu médico.

NP-BR-BOO-PRSR-190007 – JULHO/2019

Leia também:

Imunização materna: a importância de se vacinar para proteger o seu bebê ainda no útero

Coqueluche: a importância de vacinar quem cuida do bebê antes mesmo do nascimento

Gravidez: vacinas que você precisa tomar