Bebês

Está comprovado: bebês preferem conversar com outros bebês

Eles prestam mais atenção em vozes infantis do que adultas

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

two-babies-talking-picture-id147661742

Foto: istock

Crianças de 5 meses ainda não são capazes de falar sílabas e conversar em palavras, embora gostem muito de conversar em sua própria linguagem. E adivinha: existe uma preferência. Um estudo comprovou que bebês preferem conversar com seus iguais do que com pessoas adultas.

Uma linguista da Universidade Mc Gill, Linda Polka, provou que crianças de 5 meses conseguem diferenciar vozes de adultos e de crianças – e que esses bebês preferem conversar com outros bebês do que com pessoas mais velhas. Para provar isso, Linda as expôs a vozes femininas adultas e vozes infantis. Em 40% do tempo, os bebês prestavam atenção em vozes de seus iguais do que das próprias mães.

Para produzir as vozes do teste, foi usado um sintetizador que consegue se adaptar a todas os fatores que fazem os seres humanos produzirem sons, como forma e volume do interior da boca, posição da língua e tamanho da caixa torácica. Essas variáveis mudam de acordo com o corpo da criança e do adulto, que emitem sons diferentes, como se fossem instrumentos musicais distintos. E tudo isso é percebido pelo bebê.

Então, fazer biquinho e falar mais fino para se comunicar com o seu filho não adianta – e não tem problema nenhum nisso. Ele consegue perceber a diferença e segue sua preferência de conversar com outros bebês.

Leia também

Quartos de bebês ao redor do mundo para se inspirar

Vídeo: bebês se emocionam ao ouvir a voz dos pais pela primeira vez

Sabia que alguns bebês já nascem com dentes?

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não