Bebês

Mãe abre mão de trabalho fixo e investe na própria empresa de fraldas ecológicas

Conheça a história da Laís de Oliveira que hoje fatura 1 milhão por ano

Nathália Martins

Nathália Martins ,Filha de Sueli e Josias

(Foto: Reprodução/Instagram)

(Foto: Reprodução/Instagram)

Após engravidar, Laís de Oliveira, mãe de Davi e Serena decidiu sair do seu trabalho na área de tecnologia da informação para se dedicar à maternidade. Assim que o bebê nasceu ela se deu conta da quantidade de fraldas que iria usar e de quanto tempo cada uma delas iria demorar a se decompor. “Isso me incomodou muito. Fui atrás de uma solução, mas me frustrei com fraldas ecológicas das marcas que já existiam”, explicou a mãe.

Foi aí que ela uniu a habilidade que ela possuía com tecnologia e os conhecimentos da mãe e da avó em produção de roupas para abrir a própria empresa de fraldas ecológicas, a Nós e o Davi. “Minha mãe e avó tinham uma confecção de moda feminina. Elas me ajudaram muito”, conta.

Mas claro que algumas dificuldades cruzaram o caminho de Laís. “As pessoas não levavam a empresa como um negócio sério e ficavam me perguntando quando eu voltaria a trabalhar. Existia uma cobrança para que eu voltasse a vida que eu tinha antes”, desabafou. Atualmente, com 5 anos, a Nós e o Davi é líder de mercado.

(Foto: Reprodução/Instagram)

(Foto: Reprodução/Instagram)

Nos primeiros anos de vida, um bebê consome, em média, 5.500 fraldas descartáveis. Cada uma delas vai parar em aterros, lixões e rios e demora de 400 a 500 anos para se decompor. A ideia das fraldas ecológicas é de tentar agredir menos o meio ambiente.

Feita com 2 camadas de tecido e com tamanho regulável para durar desde o nascimento até o desfralde, as fraldas da empresa de Laís podem ser lavadas na máquina. Além disso, são tantas estampas lindas que vai ser difícil escolher uma só.

“Nosso principal plano para o futuro é entrar no mundo offline. Já somos conhecidos no digital, mas queremos ter pontos de vendas f