Fase de alfabetização e a importância do dia a dia

Um período marcante, em que a rotina em casa faz toda a diferença para pais e filhos

Mais uma situação em que os pais ficam com uma mistura de emoções e sentimentos: filho terminando a Educação Infantil e começando o Ensino Fundamental. Olhos lacrimejando só de pensar que seu bebê cresceu. Orgulho que não cabe no peito na hora da formatura. E coração disparado só de pensar que vem uma nova fase com novos desafios pela frente.

Você pode ajudar na alfabetização do seu filho com algumas atividades em casa
Você pode ajudar na alfabetização do seu filho com algumas atividades em casa (Foto: Getty Images)

Preparem-se pais. Muitos outros momentos como este estão por vir. É possível ajudar no desenvolvimento de algumas habilidades que tornam não só o primeiro ano, mas todo o Ensino Fundamental, mais tranquilo para seu filho. E não é preciso que a criança se torne um miniadulto porque vai para uma nova etapa na escola.

Quando se referir ao primeiro ano, é importante trazer pontos positivos, de modo a gerar na criança aquele orgulho e muita expectativa positiva. Mais que tudo isso, para que seu filho esteja seguro e possa desenvolver todo o potencial que tem, ele vai precisar de algumas habilidades que podem ser desenvolvidas ou aprimoradas dentro de casa, no dia a dia em família, de maneira leve e divertida.

Independência e autonomia são duas palavras que, se colocadas em prática no dia a dia de seu filho, vão tornar a relação com os estudos mais tranquila e agradável. Seu desafio é garantir que seu filho aprenda a ser independente e ganhe autonomia para comer, beber, organizar brinquedos e pertences.

Nas situações em sala de aula ou na convivência com os colegas, ele sentirá falta de habilidade para atividades como abotoar a roupa, erguer o zíper, amarrar o cadarço, servir a própria comida ou água. Estimule para que seu filho vá, aos poucos, sentindo que é capaz de executar essas atividades, sem pressão por acertar.

E a dica mais gostosa para ajudar filhos que estão entrando oficialmente na fase de alfabetização: resgatar brincadeiras da sua infância, pai/mãe. Essa é uma maneira eficaz e divertida de ajudar seu filho a ter a coordenação motora em ótimo nível. A coordenação motora é a capacidade de sincronizar movimentos de forma coordenada, usando cérebro, músculos e articulações. A coordenação motora grossa está envolvida em ações como correr, pular, saltar, subir e descer escadas, desviar de móveis e objetos.

A criança desenvolve essa habilidade explorando o ambiente em que vive e descobrindo novos espaços. Não dá para brincar na rua? Vamos descer para áreas comuns do prédio ou combinar com os pais para se encontrarem na pracinha mais próxima. Não tem irmãos em casa? Ah, essa é fácil de resolver! Corre ali no banheiro agora mesmo. Juro que a companhia ideal para brincar com seu filho de “gato mia”, “cabra-cega”, “elefantinho colorido”, “esconde-esconde” está lá, dentro daquele espelho, pronta para se divertir muito!