Isso também passará

2020 chegou daquele jeito e mudou vários scripts. 2021 é um novo ano, com novas possibilidades

O ano começando, a gente chegando nele bem cansados, 2020 foi mesmo para os fortes. Muita dúvida, muitas perdas, medo, necessidade de reorganização… A falta das aulas presenciais, nossa…. Que assunto! Não sou a Roberta Bento, portanto não vou falar do que não sei. Mas, maaaaaaas, (sempre tem um “mas”) basta usar o bom senso para se concluir muito rapidamente que essa falta de escola pode deixar enormes sequelas para essa molecada, toda uma geração.

As coisas boas e ruins passam. Não deixe de viver (Foto: Shutterstock)

É preciso achar uma saída e logo. E este não é um problema do Brasil, gente, por favor. É uma questão mundial, uma imensa e urgente questão. No começo de dezembro, em todo o mundo, ainda haviam 23 países com as escolas fechadas e cerca de 220 milhões de alunos atingidos por esta decisão, principalmente na África e na América do Sul. Impressionante, para falar o mínimo. Dá aquela sensação de impotência, de desamparo, né?

E aí a gente junta os pensamentos… O que seria possível  fazer, pelo menos a nível pessoal, dentro da nossa família? Acho que só tem uma coisa que independentemente de qualquer outra ação, ajuda e muito, que é tentar manter a calma. Isso mesmo. Calma. CALMA! Respira, reflete, segura a onda e fica na sua. Para poder usar de inteligência e bom senso para decidir o que fazer, como agir.

Então, se informe, ouça, pergunte. Não esqueça que a união faz a força. Fale com os pais de outros alunos, com seus pares, pessoas que estão passando pelo mesmo perrengue. Mas não fica de braços cruzados. A infância passa muito rápido e estas crianças precisam da escola.

Uma vez, perguntaram para o Buda se ele podia dar um conselho ou uma orientação que servisse para qualquer situação da vida. Isso mesmo: para qualquer coisa! Para tudo! E ele respondeu que existia, sim, uma frase, um mantra: “ISSO TAMBÉM PASSARÁ”. Acho lindo isso. E desde que aprendi essa lição, ela me tem sido bem valiosa. Tudo passa. O bom e o ruim. É preciso estar atento, portanto. Feliz ano novo, sem deixar para amanhã o que você pode fazer hoje.