O lixo, e os meus filhos com isso?

Como fazer do cuidado do planeta uma causa da família toda, começando dentro de casa – literalmente em cada cômodo dela

Há quase cinco anos não pensava muito na relação entre o lixo e os meus filhos. Hoje não há dúvidas de que esse é um tema que necessariamente precisa estar em nossas conversas e trocas diárias.

Descubra algumas formas de estimular uma casa sem lixo com toda a família (Foto: Getty Images)

Nossos filhos precisam desenvolver uma consciência sustentável desde cedo. Na verdade, mais que isso! É importante que eles se vejam como parte de algo muito maior. Minha geração não se enxergava como parte da natureza. Sempre foi muito mais como somos “superiores” e administradores dos recursos naturais. Mas de um lugar outro, que não do lado, e muito menos de dentro.

Exploramos e avançamos de acordo com as necessidades ou “desnecessidades” criadas por nós mesmos. A consequência é muito desperdício. E a verdade é que todo o lixo produzido na Terra é responsabilidade nossa. Ter consciência disso é importante para todos os membros da família.

Por aqui as crianças participam de tudo. Das coisas simples como recusar o canudinho no restaurante, a sacola plástica no supermercado, e das não tão simples, como hábitos alimentares, diminuindo o consumo de produtos de origem animal e industrializados, assim como as frequentes idas aos shoppings, e exposição abusiva a uma vida de consumo tão nociva a todos.

Gosto muito de um provérbio hebraico que nos orienta a educarmos às crianças no caminho que devem trilhar, para que nunca se desviem dele. Trata-se de um desafio integral, diário, não apenas de discurso, mas de exemplo. Deixo então sugestões para cada cômodo da casa sem lixo que sonhamos para os nossos filhos:

  • Sala: mais brincadeiras e conversas. Menos eletrônicos
  • Quarto: menos roupas e brinquedos. Mais qualidade, menos quantidade
  • Banheiro: menos desperdício de água. Produtos de higiene mais naturais. As crianças podem ajudar a fazer, por exemplo, a própria pasta de dentes
  • Cozinha: mais “comida de verdade” e menos “comida pronta”. Converse sobre a origem dos alimentos, inclua-os no preparo
  • Área de serviço: é possível ter casa e roupa limpa gastando pouco e poluindo menos. Repense seus produtos de limpeza, causa de tantos acidentes domésticos
  • Na rua: recuse descartáveis. Ensine as crianças a carregarem seus “kits de sobrevivência”: garrafinha/copo e talheres reutilizáveis, guardanapo de pano, sacolas reutilizáveis, etc.