5 dicas para fazer seu filho se comportar bem quando vocês forem visitar alguém

Mesmo que ele precise de um lembrete aqui ou ali, incentive seu filho a ser educado e usar palavras como ‘por favor’, ‘obrigada’ e outras atitudes de bom comportamento

Resumo da Notícia

  • Ensinar às crianças boas maneiras é uma lição de paciência e persistência
  • Às vezes, uma coisa ou outra que já foi ensinada passa despercebida pelo seu filho
  • A dica é reforçar os bons hábitos no dia a dia até que eles se tornem parte natural do comportamento dele

Criança é criança e tem que se comportar como tal. Mas, às vezes, levar seu filho na casa de outra pessoa (seja um parente, um amigo seu ou até um colega de aula dele) pode significar ficar um pouco apreensiva em relação ao comportamento dele. Mas, calma: isso não é um bicho de 7 cabeças e não precisa se tornar um problema. Um pouco de diálogo sempre resolve muita coisa, além de algumas dicas.

-Publicidade-

E, quando falamos de dicas, falamos de especialistas dando a opinião sobre o assunto! Em entrevista à revista norte-americana Parents, a especialista em etiqueta Elise McVeigh contou quais são os “erros” de boas maneiras que mais acontecem (bem entre aspas porque isso não significa um grande problema, mas sim uma fase em que é necessário deixar o diálogo mais claro e estabelecer combinados e limites com o seu filho) e o que fazer quando você se deparar com cada tipo de situação listado.

Entrar correndo na casa dos outros

As crianças adoram bater em portas e tocar campainhas – muitas e muitas vezes. Quando as portas são finalmente abertas, elas geralmente entram sem ao menos dizer “oi” ou sem serem convidadas para entrar. Na próxima vez que você visitar a casa de um amigo ou vizinho, peça ao seu filho que tenha paciência enquanto espera na porta. Permita que ele dê apenas uma ou duas batidas na porta ou um toque na campainha. Coloque delicadamente a mão no ombro do seu filho como um sinal para esperar. Pode ser normal entrar na casa de um parente próximo sem esperar, mas não seria comum fazer a mesma coisa na casa de outra pessoa.

Entrar em cômodos ou pegar coisas sem pedir permissão

Algumas crianças ficam muito à vontade na casa de um amigo ou parente e imediatamente correm para o quarto, o quintal ou outra parte da casa sem pedir permissão. Mesmo que seja apenas na casa da avó, seu filho deve esperar por instruções sobre aonde ir e evitar correr ou pular dentro de casa. Ele também precisa lembrar de perguntar se pode tocar em alguma coisa antes de fazê-lo. Desde pegar brinquedos até mexer em objetos de decoração, seu filho deve respeitar a casa das outras pessoas e estar atento ao que está ao seu redor.

Ensinar boas maneiras para o seu filho pode não ser fácil, mas é muito importante! A dica é ser paciente e persistente
Ensinar boas maneiras para o seu filho pode não ser fácil, mas é muito importante! A dica é ser paciente e persistente

Por mais que as atitudes citadas acima sejam um incômodo, nada é permanente. Sempre dá para conversar, mudar hábitos, explicar o certo e o errado. Lembre-se que seu filho é uma criança e está aprendendo. Para fazer com que ele se sinta parte da situação e colabore para uma visita tranquila na casa de amigos ou familiares, você pode sugerir que ele faça algumas coisas. Olha só:

Oferecer ajuda para o anfitrião

Se colocar à disposição para ajudar a preparar lanches ou arrumar a mesa é sempre válido e considerado muito legal. Isso vai fazer com que a criança se sinta parte do processo e vai deixá-la realmente feliz por ser parte importante de um momento divertido. Por isso, incentive seu filho a ajudar a colocar os petiscos em uma tigela ou a organizar os biscoitos em uma bandeja, para pôr a mesa ou limpar depois, por exemplo. Oferecer ajuda para secar ou organizar os pratos após a refeição também é um gesto generoso.

Ficar à mesa durante a refeição

Esse hábito começa em casa: peça ao seu filho que espere até você dizer que ele pode sair da mesa, mesmo que ele tenha acabado – ele até pode sair, mas antes precisa pedir permissão. É educado ficar à mesa até que a última pessoa termine de comer, no mínimo. Se ele tem dificuldade em permanecer sentado, arrume um cronômetro e vá aumentando o tempo em três minutos todos os dias. Você pode reforçar o bom comportamento com uma recompensa. Quando seu filho for um convidado na casa de outra pessoa, discretamente faça um sinal para quando ele puder começar a comer – para que seja no momento certo, assim que todos estiverem à mesa e prontos para comer, e para que ele saia da mesa somente se a permissão for solicitada e concedida.

Comer o que é servido nas refeições

Seja na sua própria casa ou na casa de outra pessoa, seu filho deve experimentar um pouco de cada prato que é servido, mesmo que não seja familiar ou não seja sua comida favorita. Ele deve começar dando pequenas mordidas e evitar fazer caretas ou comentários se não gostar de algo. A dica é não oferecer uma refeição alternativa ou pedir à anfitriã para cozinhar outra coisa, ou seu filho nunca aprenderá a experimentar nada novo.

É claro que a exceção existe caso ele tenha alguma alergia ou restrição alimentar. Nesse caso, é bom mencionar isso quando você aceitar um convite para almoço ou jantar, e até se oferecer para trazer um prato separado. Após a refeição, peça a seu filho que agradeça os donos da casa que receberam vocês, sejam amigos ou parentes, como um reconhecimento pela comida e bom momento juntos.

Falar ‘obrigada’ e se despedir

Lembre seu filho de agradecer aos donos da casa antes de ir embora. Se ele não se divertiu, não precisa mentir e dizer que sim – um simples “obrigada” antes de ir embora será suficiente. À medida que ele crescer, tente deixar que ele lembre sozinho dos bons modos antes de fazer um sinal para que ele agradeça. “Adquiri o hábito de pedir aos meus filhos que dissessem “obrigado” sempre que eu buscava eles na casa de amigos, e com o tempo, antes mesmo que eu pudesse perceber, eles já tinham agradecido. Tenha certeza de que todos os seus lembretes valerão a pena”, Elise comenta.

A dica para manter o bom comportamento no seu filho é reforçar os bons hábitos no dia a dia até que eles se tornem parte natural para ele
A dica para manter o bom comportamento no seu filho é reforçar os bons hábitos no dia a dia até que eles se tornem parte natural para ele (Foto: Getty Images)

Uma mensagem de agradecimento

As mensagens de agradecimento não são obrigatórias, mas é muito legal se puder enviar uma em no máximo três dias após a visita. Uma mensagem de texto (ou, se quiser demonstrar mesmo a gratidão, pode ser uma carta manuscrita) é uma das melhores maneiras de expressar agradecimento após participar de uma grande festa ou evento ou mesmo ganhar um presente. Se seu filho for muito novo, você pode escrever, ligar ou enviar uma mensagem de texto em nome dele – se for algo feito à mão, ele pode assinar o próprio nome no final.

Para continuar lendo a matéria

Coloque seu e-mail aqui. Boa leitura!