Conheça o Play Lab, o lugar onde são criados todos os brinquedos Fisher-Price

Uma das maiores marcas brinquedos do mundo possui um amplo e completo laboratório de desenvolvimento e testes em New York. Cada produto leva, no mínimo, um ano para chegar até às lojas

Resumo da Notícia

  • Você sabia que os brinquedos do seu filho são extremamente importantes para o desenvolvimento dele?
  • Por causa disso, é muito importante que você saiba como eles são feitos
  • A Fisher-Price possui uma estratégia incrível para garantir que esses brinquedos cheguem com a melhor qualidade possível na sua casa

Não existe nenhuma criança que resista a passar em frente a uma loja de brinquedos sem dar uma “olhadinha”. Até mesmo alguns adultos colecionam esses produtos que são capazes de divertir todas as idades. Isso porque, além de terem uma aparência quase sempre colorida e alegre, os brinquedos também são pensados no lazer de toda a família. Mas você já parou para pensar como isso é feito?

-Publicidade-

A Fisher-Price é uma das maiores marcas de brinquedos do mundo há mais de 90 anos. E o que faz dela ser tão respeitada e desejada? Nós fomos atrás dessa resposta e descobrimos o segredo por trás de tanto sucesso: o PlayLab, o laboratório de desenvolvimento e testes localizado em East Aurora, em Nova Iorque.

Existem processos muito importantes na hora de garantir que o brinquedo chegue com qualidade na sua casa e o PlayLab da Fisher-Price assegura todos eles (Foto: Divulgação/ Fisher Price)

O que é o PlayLab?

Entender como um produto vai desempenhar sua função com determinado consumidor é extremamente importante e, com brinquedos, não é diferente. Por causa disso, a Fisher-Price possui um laboratório que conta com a ajuda anual de 2800 famílias – que se dedicam a testar – e brincar, claro! – com os futuros lançamentos da marca. Já imaginou que sonho ter essa exclusividade?!

No laboratório, tudo é equipado  para que as crianças se sintam à vontade e o objetivo é um só: conseguir produzir os melhores brinquedos do mercado no quesito qualidade, segurança e desenvolvimento. E para que isso aconteça, todo o processo é acompanhado por pais e especialistas, que estudam cada reação das crianças e suas interações com os produtos para entender o que está não funcionando, o que precisa ser reformulado, ajustado, adaptado. Nada chega às prateleiras de todo o mundo sem realmente estar impecável.

De criança para criança

Desde que foi inaugurado, em 1961, o PlayLab já recebeu 132.250 crianças-testadoras. Daquela época até agora, mais de 450 ideias de brinquedos que marcaram a infância de várias gerações saíram justamente do laboratório anualmente. O tom de voz, a cor da luz, o tipo de textura, nada disso é escolhido aleatoriamente para estar presente em um produto. São muitos dias de observações, testes e adaptações para chegar ao produto final.

Sempre supervisionadas por especialistas da área de criação, as crianças mostram como cada ideia está se desempenhando. Para que um brinquedo seja aprovado pela marca, é preciso que ele faça seu papel sempre com muita segurança, qualidade e de forma que possam ajudar os pequenos a desenvolverem diversas questões, sejam elas motoras ou cognitivas.

Profissionais acompanham de perto as testagens do PlayLab (Foto: Divulgação/ Fisher Price)

Brincar é coisa séria

Todo o processo de desenvolvimento, testagem e aprovação dos produtos – tanto pelos profissionais quanto pelas próprias crianças – leva ao menos um ano. Esse cuidado com os itens que entram na sua casa e na vida do seu filho é muito importante, pois esses brinquedos que parecem ser apenas divertidos auxiliam diretamente no desenvolvimento da criança, sabia?

A brincadeira é direito da criança, conforme garante o Estatuto da Criança e do Adolescente. É nela que os pequenos aprendem sobre si mesmos e sobre o mundo, além de criarem e entenderem a própria realidade. Por causa disso, é importante garantir a escolha de um produto de qualidade para te ajudar nessa importante tarefa que é a de criar filhos felizes.

Como escolher o brinquedo certo para o meu filho?

Primeiro, é necessário entender que os itens específicos variam de acordo com a idade do seu filho. Isso porque ele atinge determinado desenvolvimento cerebral ao longo da vida e, com ele, a habilidade de brincar sem se machucar com os objetos.

Os brinquedos são disponibilizados no mercado de acordo com a idade de cada criança. Te mostramos uma classificação etária para te ajudar!

  • Bebês de 0 a 5 meses: Essa faixa etária precisa de objetos que estimulem os seus sentidos. Por isso, invista em brinquedos que emitam sons e luzes, ou que possam ir na boca sem perigo – como mordedores.
  • Bebês de 6 a 11 meses: Nessa idade, as crianças começam a ficar mais agitadas e curiosas. Por isso, é ideal incluir peças leves e simples, como jogos de encaixe.
  • Crianças de 1 a 3 anos: Uma criança aprende muito imitando os adultos. Invista em brinquedos que se assemelham a esse cotidiano, como bonecas, carrinhos ou utensílios da vida cotidiana. Atenção: nessa idade ainda rola a curiosidade de colocar os objetos na boca. Por isso, não compre produtos com peças pequenas e fique sempre de olho para o caso de engasgamentos.
  • Crianças de 3 a 6 anos: A partir daqui, já é interessante dar ao seu filho brinquedos que estimulem a criatividade e psicomotricidade, tais como massinhas de modelar ou quebra-cabeças. Jogos com letras alfabéticas também são interessantes, pois podem ajudar na alfabetização.

Agora que você viu como a escolha do brinquedo que seu filho vai usar para crescer e se desenvolver é muito importante, não é mesmo? E para ter certeza de que você está fazendo a melhor escolha possível, é essencial saber de onde vem o brinquedo que vai cativar a infância da criança. Você pode acessar o site da Fisher-Price para ter mais informações sobre o PlayLab e entender como esse procedimento impacta diretamente na saúde e bem-estar da sua família.