Criança

Menina com síndrome rara que a faz envelhecer 7 vezes mais rápido completa 8 anos

Carly tem todo o apoio da família para viver a vida ao máximo

Jéssica Anjos

Jéssica Anjos ,filha de Adriana e Marcelo

Ryan e Heather pais de Carly (Foto: reprodução / Facebook)

Os pais de Carly Ryan Kudzia e Heather Unsinger receberam um diagnóstico difícil quando a filha Carly tinha apenas 10 meses de vida. A menina era portadora de uma condição genética rara conhecida como progeria ou síndrome de Huntchinson-Gilford.

Carly durante sua festa de aniversário de 8 anos (Foto: reprodução / Facebook)

A condição faz com que o processo de envelhecimento seja sete vezes mais rápido nos portadores do que em qualquer outra pessoa. A parte triste é que a expectativa dessas crianças é muito baixa. Uma menina de 10 anos tem a aparência de um velhinho. “Quando descobrimos nossa família ficou devastada”, disse a mãe da criança em entrevista para o portal Little Things.

Mas eles não desanimaram, decidiram encarar o problema de frente e encontrar uma maneira de lidar. “O nosso lema é: ‘Viva ao máximo’. E é isso que fazemos, nós vivemos aproveitando tudo”, comentou Heather.

Carly hoje tem uma condição rara chamada de progeria (Foto: reprodução / Facebook)

Hoje Carly tem 8 anos e apesar das limitações físicas, que a condição traz, ela costuma ser bastante ativa. “Minha filha tem mais energia do que qualquer pessoa que eu conheço. O que nós tentamos fazer é entender o que ela precisa”, comentou a mãe.

Leia também:

Bebê tem síndrome rara e mãe faz apelo nas redes sociais: “Quero que ela seja uma menina saudável e feliz” 

Síndrome Cornélia de Lange: pouco conhecida e merece sua atenção

Entenda a síndrome rara que faz com que esse bebê não consiga comer, falar e nem chorar