Menina de 10 anos com autismo têm QI maior que Albert Einstein e faz faculdade de engenharia

Adhara Pérez Sánchez de apenas 10 anos já tem um QI maior que de Albert Einstein, e foi aprovada na faculdade de engenharia no México

Resumo da Notícia

  • Adhara Pérez Sánchez é uma criança de apenas 10 anos e têm seu QI maior que o de Albert Einstein
  • Não satisfeita, a menina faz faculdade de engenharia no México
  • Adhara terminou o ensino fundamental aos 5 anos, e o ensino médio aos 8

Imagine a serenidade que uma criança de apenas 10 anos tem, após descobrir que seu QI é maior que o de Albert Einstein, e já faz faculdade de engenharia no México, loucura né? Mas é real, Adhara Pérez Sánchez conquistou o mundo todo com sua brilhante capacidade cognitiva.

-Publicidade-

A menina  tem um QI (quociente de inteligência) de 162, pontuação superior a do criador da Teoria da Relatividade e de Stephen Hawking – que era de 160 pontos. Ela já se formou no ensino médio e está atualmente em processo de obtenção de dois diplomas – um em engenharia de sistemas e outro em matemática.

Em entrevista ao portal Yucatan Times, Adhara que foi diagnosticada com síndrome de Asperger, um transtorno do desenvolvimento que está incluído no espectro do autismo e pode causar dificuldades nas interações sociais, revelou que ela era “zombada na escola”.

Outros alunos intimidavam a menina a chamando de ‘esquisita’ e ‘excêntrica’ por causa da síndrome. “Eu vi que Adhara estava brincando em uma casinha e eles a trancaram. E eles começaram a cantar: ‘Esquisita, esquisita!’”, lembrou sua mãe, Nallely Sanchez. “E então eles começaram a bater na casinha. A partir daquele momento, eu prometi que ela jamais sofreria desse jeito”.

A menina de apenas 10 anos têm o QI maior que de Albert Einstein
A menina de apenas 10 anos têm o QI maior que de Albert Einstein (Foto: Reprodução/Instagram @ adhara.maite.perez.sanchez)

Nallely revelou que sua filha caiu em uma depressão “muito profunda” e, apesar de ser uma brilhante estudante, não queria mais ir à escola. Os professores informaram a seus pais que Adhara “dormia na aula” e demonstraram uma aparente falta de interesse. Consciente da inteligência incomum da criança em casa, a mãe percebeu que o plano educacional atual não era adequado para sua filha e procurou terapia para Adhara.

Adhara terminou o ensino fundamental aos 5 anos, e o ensino médio aos 8. De acordo com a emissora KNSD, ela está atualmente frequentando a Universidad CNCI – uma universidade no México – onde estuda engenharia de sistemas e matemática. Mesmo em meio ao malabarismo de seus estudos, a criança gênia encontrou tempo para escrever um livro sobre suas experiências com um título que se traduz aproximadamente como “Não desista” e até apareceu na lista das 100 mulheres mais poderosas do México da Forbes mexicana, em 2019.

Adhara, que tem o espanhol como idioma nativo, agora está aprendendo inglês para se preparar para a oportunidade. Enquanto isso, a menina está trabalhando no desenvolvimento de uma nova pulseira inteligente para ajudar crianças autistas. De acordo com a revista Vogue México, o dispositivo será capaz de monitorar as emoções de crianças com deficiências, antecipando e prevenindo convulsões. “Estou fazendo uma pulseira que mede as emoções das crianças e os pais poderão ver quais emoções seus filhos têm ao verificar um telefone, tablet ou computador”, explicou a menina prodígio.