Criança

“O tempo que passamos com você nunca será o bastante”, desabafa mãe que perdeu o filho engasgado

O menino morreu a 1 metro de distância da mãe

Nathália Martins

Nathália Martins ,Filha de Sueli e Josias

(Foto: Reprodução/Instagram)

(Foto: Reprodução/Instagram)

Se conciliar trabalho e maternidade já é uma tarefa difícil com um filho, agora imagina com 4. Era isso que Anna Davis, uma mãe de 4 filhos da Tasmania, vivia diariamente. Até que um dia normal de sua rotina puxada, ela assistiu o próprio filho morrer por conta de uma bolinha pula pula.

A mãe havia presenteado o menino, Alby Davis, com um pacote dessas bolinhas. Mas em um momento de descuido, ele colocou o brinquedo, que era um pouco maior que uma moeda de 50 cents de dólares, na boca e começou a ficar sufocado e, infelizmente, não resistiu. “Sim, eu tentei uma reanimação cardiorrespiratória por 16 minutos até que os paramédicos chegassem”, escreveu a mãe nas redes sociais.

(Foto: Reprodução/Instagram)

(Foto: Reprodução/Instagram)

bolinha-pula-pula

(Foto: Reprodução/Instagram)

Depois de todo o acontecido, a mãe resolveu compartilha um desabafo em sua conta no Instagram para que as famílias começassem a valorizar mais a família, já que isso é o que realmente importa. Dá uma olhada:

No passado, lembro-me de sentimentos de frustração em torno das tarefas constantes e intermináveis que andam de mãos dadas com a vida familiar. A pilha roupas para lavar, o chão sempre bagunçado, os pratos constantes, as bocas sempre famintas… Mas agora?

O que eu não daria para pendurar as roupas do tamanho 4 no varal, estar tropeçando em criações com blocos de montar no corredor, ter mais uma xícara para lavar depois da hora do jantar… é tudo sobre a perspectiva das mães. Nunca esqueça que há aqueles que anseiam sua realidade diária. Por mais cansativo e implacável que seja, mudar sua mentalidade para gratidão pode tornar essa monotonia um pouquinho mais doce.

Esta manhã, por favor, lembre-se daquelas mães que estão ansiosas para dar apenas mais um pedaço de torrada, e encarar o lindo caos de hoje com um sorriso ao saber que significa que você tem uma tribo completa para nutrir. Não é apenas trabalho doméstico, afinal. É amor

(Foto: Reprodução/Instagram)

(Foto: Reprodução/Instagram)

Além disso, poucos dias depois da tragédia, o menino completaria 4 anos. Anna fez questão de escrever um texto para o filho. Veja:

“Querido Alby,

Hoje, apesar do fato de você não estar mais conosco, celebramos e honramos sua quarta jornada de sol.

Seu pai e eu visitamos você esta manhã, segurando suas mãos e acariciando seu cabelo, pois o que eu desejaria poderia ter sido uma eternidade. Colocamos seu tão desejado presente – um relógio à prova d’água com uma luz – em volta de seu minúsculo pulso e tentamos não lhe dar muitas lágrimas enquanto pintávamos as unhas com seu esmalte de glitter dourado favorito. O tempo que passamos com você nunca é o bastante e sair sem você ao nosso lado evoca a dor mais insuportável que já tivemos que suportar.

(Foto: Reprodução/Instagram)

(Foto: Reprodução/Instagram)

Nossos braços estão ansiando pelos milhares de abraços que ainda serão dados, nossos ouvidos anseiam por sua risada ressoar mais uma vez através das paredes de nossa casa e nossos corações estão despedaçados pelas milhões de memórias que nunca teremos a chance de criar.

Nós, junto com o mundo, estamos chorando, mas nos consolamos com o fato de que tudo o que você conheceu em seus quase 4 anos não passava de amor. Somos eternamente gratos pela luz abundante que você trouxe para nossas vidas e agora sabemos que seu propósito era muito mais alto do que qualquer um de nós jamais previsto.

Feliz aniversário. Nós sentimos sua falta infinitamente”.

Em meio ao mar de tristezas, a família foi presenteada com mais um bebê, o quarto do casal.

(Foto: Reprodução/Instagram)

(Foto: Reprodução/Instagram)

Leia também:

Menino de 9 anos morre no Recife após participar do desafio da Momo

Menino que morreu repentinamente deixa bilhete emocionante

Menino francês é encontrado com vida após pais morrerem em deserto nos EUA