Angélica admite sentir culpa sobre o relacionamento com os filhos: “Às vezes deixa um pra trás”

Apresentadora falou sobre família durante o programa ‘Simples Assim’, o tema e emocionou muita gente com os quadros do programa

Resumo da Notícia

  • Angélica falou sobre família durante o programa 'Simples Assim'
  • A apresentadora reflete sobre a importância dos pais na vida e do orgulho que sente em ver os filhos crescendo
  • Mesmo com tanta dedicação aos filhos, a apresentadora também tem muitas cobranças da maternidade
  • Confira o relato

No último sábado, 17 de outubro, Angélica falou sobre família durante o programa ‘Simples Assim’, o tema e emocionou muita gente com os quadros do programa. Casa há 15 anos com, Luciano Huck a apresentadora deu detalhes sobre a família.

-Publicidade-
Angélica e Luciano são pais de Joaquim, Benício e Eva (Foto: Reprodução / Instagram @angelicaksy)

No programa, a apresentadora reflete sobre a importância dos pais na vida e do orgulho que sente em ver os filhos crescendo. “A minha família é a minha base, a minha estrutura, o meu porto seguro”, disse Angélica, segundo o Gshow.

Com uma forte relação com a família, apresentadora relembrou o inicio da carreira, que iniciou aos 4 anos. Durante esse período, ela conta a importância do papel dos pais para ela conseguir encarar a fama com os pés no chão.  “A família sempre foi para mim um norte. Comecei muito nova e eles sempre estavam comigo. Sem dúvida nenhuma, se não fosse por isso, eu não teria alcançado meus sonhos, conquistado aquilo que queria. Sempre tive uma base familiar muito estruturada e nunca ninguém ‘pirou’ ou me deixou por uma questão qualquer. Eles estavam sempre junto de mim”, disse.

-Publicidade-

Família é tudo

Angélica lembra com carinho dos momentos que passou e ainda passa com os parentes. “Minha família é aquela tradicional, que se reúne final de semana, nas festas, estão sempre todos muito juntos. Onde vai um, vai todo mundo”, conta.

A rede familiar fez com que, mesmo inconscientemente, ela sonhasse em construir algo semelhante para a vida. “Nunca parei e pensei ‘vou um dia construir a minha família’, mas acho que lá no fundo tinha esse desejo, pelo exemplo que eu tinha em casa. Então, hoje, quando olho a família que construí, tenho o maior orgulho”, disse.

Momento com os filhos

Angélica falou sobre culpa da maternidade  (Foto: reprodução Instagram)

Mãe de 3, Angélica confessa que, quando o assunto é o cuidado com Joaquim, Benício e Eva, ela acaba repetindo comportamentos que antigamente jurava que não teria, afirmando o ditado popular  “mãe é tudo igual, só muda de endereço”.

“Faço um monte de coisas! Tinha algumas que eu não gostava mesmo e falava: ‘Não quero fazer isso de jeito nenhum!’. Então, quando me pego fazendo, tento parar, tipo falar ‘bota o casaco’. É muito chato, né? A criança não suporta e eu falo muito isso! Ou dizer ‘tem que comer!’. Mãe fica enfiando comida no filho e sempre achei isso chato, mas fico fazendo, aí me policio de vez em quando. Enfim, coisas do amor”,  brincou.

Mesmo com tanta dedicação aos filhos, a apresentadora também tem muitas cobranças da maternidade. “Acho que o maior dilema para mim é realmente o tempo. A gente está sempre achando que podia dar mais, estar mais, fazer mais. E com três, então, você se divide e às vezes acha que deixou um para trás. É bem assim, a tal da culpa que ficamos o tempo todo, tenho trabalhado muito isso”, conta.

Mas também há espaço para o sentimento de dever cumprido em relação à criação que tem dado aos três. “Eles vão se tornando umas pessoas assim e você fala ‘caramba, está dando certo!'”, admira. “Hoje, vendo o crescimento deles, a evolução, vejo que o trabalho foi bem feito. O caminho é esse: do amor, da conversa, do diálogo… Acho que estamos acertando”, completou ela.

-Publicidade-