Coceira na pele: 8 causas e como fazer o problema parar

Quando a pele começa a coçar por algum motivo, é provável que a situação venha acompanhada por outros sintomas, que deixam qualquer pai em alerta

Resumo da Notícia

  • As coceiras na pele podem acontecer por diversas causas, por isso, é superimportante identificar qual é o problema
  • O especialista que cuida de coceiras na pele pode ser o médico dermatologista, ou ainda o alergista
  • Usar gelo pode ser uma alternativa para aliviar a coceira na pele, mas a causa deve ser sempre avaliada por um especialista

Quando a coceira na pele aparece, logo surge também o desespero em como fazer o problema parar. Podendo acontecer devido causas por produtos cosméticos, reações inflamatórias aos alimentos e também por ressecamento, é preciso agir para ter o diagnóstico correto. O especialista recomendado é o médico dermatologista, que cuida das enfermidades da pele e também dos anexos cutâneos.

-Publicidade-

Se a coceira tiver uma certa frequência, pode ser recomendado também a procura por um alergista, que irá recomendar exames para o diagnóstico e um possível tratamento para o problema. Dessa maneira, é garantido o bem-estar do paciente e também a qualidade de vida, sem que as crises atrapalham o dia a dia da família. Veja quais problemas podem causar coceira na pele:

Alergia alimentar

A alergia alimentar é um mecanismo de defesa do corpo quando o organismo entra em contato com um alimento, ou substância que gera sensibilidade. Os principais sintomas são manchas vermelhas na pele, coceira, náuseas, vômitos e diarreia. Já os alimentos que costumam causar alergias são: leite de vaca, amendoim e trigo.

Além da coceira, a alergia também traz manchas vermelhas na pele (Foto: Shutterstock)

O tratamento consiste em eliminar da alimentação aquela substância que está causando a alergia e, em alguns casos, investir em uma imunoterapia. Veja mais sobre o problema e como tratar.

Pele ressecada

O problema pode acontecer com qualquer pessoa e também recebe o nome de xerodermia. A pele ressecada é mais comum durante o clima seco, como o frio, e pode ser agravado quando a pessoa entra em contato com produtos de limpeza fortes, ou até mesmo cosméticos. Geralmente, é possível notar vermelhidão, descamação, coceira e fissuras.

Para evitar que aconteça da pele ressecar, é importante usar hidratantes após o banho, para garantir que a pele não perca água, ou ainda utilizar luvas para que não haja um contato direto com produtos químicos. Outra recomendação é o uso de umidificadores no ambiente e ingestão de água. Veja dicas para manter a pele hidratada.

Brotoeja

Comum em bebês e recém-nascidos, brotoejas são pequenos inchaços vermelhos, rodeados de vermelhidão em volta da pele. Geralmente ocorrem em partes vestidas do corpo, como axilas, no abdômen e na virilha e também podem aparecer no pescoço, ombros e peitos do bebê, acompanhadas de coceira.

É possível evitar esse problema resfriando o quarto do seu filho e refrescando ele. O tratamento é feito com pomadas, como loção de calamina e creme de hidrocortisona – que devem ser usadas apenas com a aprovação do pediatra do bebê. Entenda mais sobre brotoejas e o que fazer quando elas aparecerem.

Picadas de inseto

Todas as picadas de insetos costumam causar algum tipo de alergia na pele, que podem variar entre inchaço, vermelhidão e coceira. O problema, que pode ser grave ou leve, geralmente é causado por pernilongo, formiga, percevejos, borrachudo, marimbondo, abelha, vespa, entre outros. Algumas pessoas podem ter mais alergia que outras, por isso, é superimportante ficar de olho se existem mais sintomas e levar imediatamente ao pronto-socorro.

Para aliviar a coceira leve causada por insetos, utilizar uma pedra de gelo no local da picada pode ajudar! Outra dica para prevenir o problema é usar repelente, principalmente nas estações mais quentes. Em casos graves, pode ser indicado por um médico o uso de pomadas com corticoides, ou ainda injeções específicas. Saiba mais sobre picadas de inseto em crianças e como proteger o seu filho.

Dermatite atópica

A dermatite atópica é uma condição crônica e não contagiosa que deixa a pele seca e inflamada e geralmente aparece nos primeiros anos de vida da criança. Pode ser causada por diversos fatores, como herança genética, alterações estruturais e funcionais da pele e do sistema imunológico, além de fatores ambientais e psicológicos.

O tratamento consiste no controle da doença a longo prazo, através do uso de medicação correta e das medidas de prevenção, como evitar os fatores desencadeantes e hidratação da pele. Segunda a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a coceira é o principal sintoma do problema. Veja mais sobre o tratamento dessa condição.

Infecções da pele

No caso de doenças infecciosas na pele, é comum a cauda por fungos, parasitas ou bactérias, que causam lesões e também a coceira. Algumas delas são:

  • Candidíase cutânea
  • Escabiose
  • Herpes
  • Micoses de pele
  • Impetigo

Vale lembrar que as infecções, dependendo do caso, podem passar de pessoa para pessoa, principalmente se há uma queda de imunidade. Para tratar, um médico especialista sempre deve ser procurado, pois pode ser indicado o uso de antialérgicos, para amenizar a coceira, ou ainda antifúngicos, ou antivirais para tratar a causa.

Doenças autoimunes

Apesar de não serem transmissíveis, as doenças autoimunes atuam no sistema imunológico, atacando células saudáveis. Um exemplo é a psoríase, que tem como sintomas a descamação, manchas vermelhas na pele e ainda a coceira. Infelizmente, não possui cura, mas é possível controlá-la com pomadas e medicamentos específicos, que devem sempre ser indicados por um médico dermatologista. Saiba tudo sobre psoríase.

A psoríase é uma doença autoimune que tem como sintoma a coceira na pele (Foto: Getty Images)

Outro exemplo é o lúpus, que produz anticorpos em excesso, causando vermelhidão, irritação e também coceira na pele. Em casos mais graves desta doença autoimune, é superimportante ficar de olho para que o problema não atinja os pulmões, provocando assim falta de ar e também dor no peito.

Alergia por cosméticos

Quem não ama se cuidar e testar produtos novos? Mas é preciso ter cuidado! Alguns cosméticos podem causar reações alérgicas por causa de ingredientes na composição, causando vermelhidão, coceira e também deixando a pele bastante sensível. O problema pode acontecer com qualquer produto, por isso, é superimportante testá-lo em uma pequena região do corpo antes de usá-lo de fato.

O primeiro passo é testar o cosmético, em uma pequena quantidade, no pulso. Depois de passá-lo, é interessante esperar por 24 horas para saber se ele irá ou não causar algum tipo de alergia na pele e causar coceira. Caso isso aconteça, suspenda o uso e converse com um médico especialista, que irá indicar uma substituição daquele produto.

Como fazer a pele parar de coçar

  • Em casos de picadas de insetos, lave a área afetada com água fria e sabonete líquido. Se necessário, utilize uma pedra de gelo para desinchar e aliviar a coceira
  • Para a pele ressecada, tome um banho com água fria e utilize um creme hidratante específico para pele seca. Vale lembrar que utilizar água quente pode causar ainda mais coceira
  • Por ter propriedades calmantes, o chá de camomila pode ajudar a aliviar coceiras. Para isso, faça compressas com a erva e água fria na região onde está acontecendo a coceira
  • Em casos mais graves e frequentes, pode ser recomendado o uso de pomadas específicas para tratar o problema. Elas devem ser sempre indicadas por um médico.

Consultoria: Catarine Padoveze, dermatologista formada pela Universidade de Taubaté, filha de Maria Aparecida e Ageu, Dr. Claudio Len, pai de Fernando, Beatriz e Silvia, pediatra e colunista da Pais&Filhos