;
Família

Como fazer seus filhos comerem de forma mais saudável

Pesquisa americana constatou que há o dobro de chance de as crianças comerem comidas mais saudáveis quando aprendem sobre

Samirah Fakhouri

Samirah Fakhouri ,filha de Rose e Fauzi

Comer de forma saudável (foto: reprodução/Facebook)

Já vimos nos desenhos de Popeye da década de 1930, que as crianças começaram a comer espinafre por conta do que o personagem explicava! Será que se as mães começassem a explicar para os filhos os benefícios de ter uma alimentação saudável seria mesmo eficaz a melhoria nos pratos?! Um estudo publicado nesta semana na revista científica Journal of Nutrition, Education and Behavior garante que sim.

Explicar para as crianças os benefícios de cada alimento é uma ótima estratégia para fazer os pequenos comerem de forma mais saudável. Os pesquisadores descobriram que frases como “se você comer lentilhas, vai ficar mais forte e correr mais rapidamente” eram mais eficientes para convencer crianças a comerem do que apenas oferecer os alimentos sem nenhuma explicação. O trabalho revela que há o dobro de chance de as crianças aceitarem as comidas mais saudáveis quando são informadas sobre os benefícios em termos que possam entender.

“Toda criança quer ser forte, rápida, pular mais alto”, diz a principal autora do estudo, Jane Lanigan, professora do Departamento de Desenvolvimento Humano da Universidade Estadual de Washington. “Com esses argumentos, as comidas ficam mais atraentes.”

Para entender a importância da informação agregada, os especialistas ofereceram alimentos saudáveis a um grupo de 87 crianças de 3 a 5 anos. Antes de o experimento começar, pediram às crianças que informassem o quanto gostavam de quatro comidas: pimentão, tomate, quinoa e lentilha. Durante as seis semanas da experiência, os pesquisadores ofereceram os alimentos que as crianças menos gostavam com informações sobre os benefícios. Os demais alimentos eram oferecidos sem nenhuma explicação.

“Um mês depois do fim do experimento, descobrimos que as crianças estavam comendo o dobro dos alimentos sobre os quais receberam explicações, em comparação com os demais”, afirmou Jane.

PRESTE ATENÇÃO

1. Dê o exemplo. Se a família toda só come pizza, vai ser difícil convencer os mais novos a comer brócolis ou outros vegetais.

2. Selecione. Evite dar para as crianças os alimentos processados. Os pequenos não compram nada. Então, não ofereça nem leve os produtos para casa.

3. Explique. O novo estudo mostra que é importante contextualizar, dizer para a criança as vantagens dos alimentos, em uma linguagem que ela possa entender.

 

Leia também: 

Juliana Paes fala sobre regras na alimentação dos filhos: “Não deixo mesmo”

Você sabia? Sua alimentação na gravidez pode alterar o DNA do bebê

10 passos para uma alimentação saudável na gravidez