Diretora escreve carta aos pais durante pandemia e texto viraliza: “Apenas faça o seu melhor”

Sarah White, de 40 anos, além de diretora há 8 anos de escola primária, também é mãe. Entendendo as dificuldades dos pais, ela mandou mensagem reconfortante aos responsáveis

Resumo da Notícia

  • Uma diretora de escola britânica viralizou nas redes sociais após escrever cartas aos pais
  • Na qual ela dizia aos responsáveis que eles superariam a pandemia do novo coronavírus juntamente com o colégio
  • Ela ainda se solidarizou sobre as dificuldades que os pais estão passando porque ela também é mãe

Uma diretora de escola britânica viralizou nas redes sociais após escrever cartas aos pais, na qual dizia aos responsáveis que eles superariam a pandemia do novo coronavírus juntamente com o colégio. Ao Daily Mail, Sarah White, de 40 ano, disse que ficou tão comovida em uma conversa com um pai que passou por um momento difícil que decidiu escrever para todos os outros, simplesmente para dizer que estava “tudo bem”.

-Publicidade-

Segundo ela, 2020 foi o ano mais desafiador para o ensino por causa da Covid-19. Ela ainda se solidarizou sobre as dificuldades que os pais estão passando porque ela também é mãe.

Ela, que tem dois filhos e trabalha como diretora há 8 anos, pensou que a carta seria lida apenas pelos pais dos alunos de sua escola primária. Mas as palavras foram longe, sendo compartilhado milhares de vezes nas redes sociais.

Ela escreveu carta sensível aos pais (Foto: Reprodução/ Daily Mail)

Veja a carta:

“Caros pais/encarregados de educação,

Hoje escrevo para você, primeiro como mãe. Esta semana foi difícil. Semana 3 do ‘Lockdown’ e, como mãe, senti a tensão. Meus próprios filhos tiveram uma imensa quantidade de trabalho da escola e eu literalmente não fui capaz de dar conta disso. Entre fazer malabarismos com meu próprio trabalho, o trabalho escolar dos meus filhos e, em geral, sobreviver a uma pandemia, eu realmente senti a tensão. Os tempos estão difíceis, nossa saúde mental está sofrendo. Então, precisamos nos apoiar e superar isso juntos.

Você provavelmente está se perguntando aonde quero chegar com isso. Você está sobrevivendo a uma pandemia. Quaisquer que sejam suas circunstâncias pessoais, achamos que você está fazendo um ótimo trabalho. Se seu filho comeu muita comida de microondas, ficou acordado até tarde, jogou muito videogame e não terminou todos os trabalhos escolares, tudo bem. Sabemos que nossos alunos estão seguros, amados e cuidados, e isso é o mais importante no momento.

Sabemos que temos grandes expectativas aqui e estabelecemos muito trabalho a cada semana. Tudo o que pedimos é que você faça o seu melhor. Se o seu melhor é 30 minutos de leitura rápida ou tabuada aqui e ali, tudo bem. Se você quiser fazer todo o trabalho que definimos, tudo bem também. Por favor, não deixe o trabalho escolar colocar qualquer pressão extra sobre você quando você está tentando manter um emprego, ganhar a vida e manter seus filhos seguros. As circunstâncias de cada pessoa são muito diferentes e nós apreciamos isso.”

Sarah comentou que recebeu milhares de mensagens dizendo que era o que muitos pais precisavam ouvir durante esses tempos difíceis. “Recebi um telefonema de uma mãe sobre como ela estava lutando. Então, senti que precisava escrever para minha comunidade. Entendi. Não sou apenas uma diretora. Eu também sou mãe. Eu sou uma pessoa. Tudo bem fazer o seu melhor. Eu só quis dizer isso para os pais da minha escola, mas não posso acreditar que milhares de pessoas me escreveram dizendo que precisavam disso. É tão importante que superemos. Nas escolas, trabalhamos com as famílias o tempo todo e isso é muito importante. Não é um trabalho, é uma vocação”, disse.

“Tem sido o ano mais desafiador na educação, mas trouxe um impulso absoluto para fazer o melhor possível. Isso aproximou minha equipe e nos aproximou de todos os nossos alunos e suas famílias. Nossa equipe está cheia de pessoas adoráveis ​​que realmente se preocupam com as crianças”, completou.

Em entrevista a um programa de TV, a diretora acrescentou um conselho aos pais: “É realmente importante falar sobre problemas de saúde mental e pedir ajuda, se precisar. Uma das coisas que eu diria às famílias no momento é conversem com sua escola, conversem com seus amigos e familiares e sejam honestos sobre como estão lidando com a vida porque ela não é perfeita, nós sabemos disso, mas faça o seu melhor e isso é bom o suficiente.”