Em “Amor de Mãe”, Danilo descobre que é adotado: como contar para criança sobre a adoção

Depois de Thelma revelar ao filho que ele foi adotado quando bebê, o tema voltou para a discussão. Saiba como essa conversa pode ser feita para que seja o mais natural possível

Resumo da Notícia

  • Thelma (Adriana Esteves) demorou para contar a verdade, mas finalmente revelou para Danilo (Chay Suede) que foi adotado quando recém-nascido
  • O processo de adoção envolve muita burocracia, mas as maiores dificuldades surgem após a chegada do filho em casa
  • Uma dúvida frequente da família é se deve ou não falar sobre a adoção
  • O melhor caminho é sempre a verdade e, com diálogo aberto, o tema pode ser tratado com naturalidade
Diálogo aberto é fundamental nesse processo (Foto: Getty Images)

Nesta segunda-feira (02), o capítulo da novela Amor de Mãe tocou em um assunto delicado: adoção. Thelma (Adriana Esteves) demorou para contar a verdade, mas finalmente revelou para Danilo (Chay Suede) que foi adotado recém-nascido. “Eu tive um bebê que nasceu morto. Eu fiquei desesperada, destruída, não sabia o que fazer. No hospital que eu estava, no quarto ao lado, tinha uma mulher que queria dar o bebê dela. Eu adotei você, meu filho, com dois dias de vida”, explicou. 

-Publicidade-
Thelma contou para Danilo que ele é adotado (Foto: reprodução/Globo)

Como a vida imita a arte e vice-versa, o assunto repercutiu e novamente trouxe à tona a questão. De acordo com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), nos últimos 10 anos, foram realizadas mais de 9 mil adoções no Brasil. Atualmente, a fila de espera para quem aguarda uma criança tem cerca de 46 mil pretendentes. A decisão de adotar envolve um processo burocrático. Embora seja um desafio enorme, é apenas um teste para os demais que se seguirão. 

É comum surgirem muitas dúvidas sobre como conduzir, instruir, educar e se comunicar com o novo membro da família. Veja algumas orientações da especialista em comportamento infantil e assessora familiar Mariana Zanotto, para os pais que optarem pelo caminho adoção:

-Publicidade-

Falar sobre adoção deve ser feito com naturalidade

Muitas pessoas têm a dúvida se devem ou não contar aos filhos que são adotados, mas para a profissional o segredo está na forma como o tema é abordado. A comunicação deve ser a base para criar identificação e é muito importante que seja tratada com naturalidade desde cedo. 

É normal surgirem dúvidas, mas os pais precisam estar dispostos a respondê-las (Foto: iStock)

A família biológica não deve ser um assunto proibido

É muito natural que conforme o seu filho cresça, surja essa dúvida e é neste momento que os pais adotivos terão de ser o mais compreensivos possível. Converse com ele sobre isso. O fato da criança saber que seus pais adotivos estão abertos para este diálogo é o mais importante. 

A conversa é o caminho com filhos biológicos e adotivos

A adaptação de crianças com novos irmãos pode ser complicada e, mais uma vez, a chave está no diálogo. É fundamental envolver a criança o máximo possível no processo de adoção do futuro irmão e dar espaço para que ele também dê suas opiniões. 

Casais homoafetivos

As orientações dadas são as mesmas que para qualquer outra família, mas por conta dos tabus, esses casais enfrentam ainda mais preconceito. Por isso, é importante buscar suporte profissional e entender que o amor é a base de tudo. 

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-