Família

Famílias de crianças com deficiência sofrem golpe na internet e desabafam sobre decepção

Amanda estava esperando pelo produto que a ajudaria na locomoção - reprodução / Fantástico
reprodução / Fantástico

Publicado em 24/08/2020, às 06h49 - Atualizado às 08h52 por Cinthia Jardim, filha de Luzinete e Marco


Adenise do Vale, mãe de Amanda, que tem paralisia cerebral, fez um desabado de partir o coração após ter comprado em equipamento que ajudaria no desenvolvimento da filha e ter recebido um acessório completamente diferente. Assim que a encomenda chegou na Apae de Arapoti, no Paraná, ela ficou decepcionada.

Amanda estava esperando pelo produto que a ajudaria na locomoção (Foto: reprodução / Fantástico)

A compra, feita pela internet, foi no valor de R$ 1.800, arrecadada com muito suor pela associação e pela família: “Esse aparelho ia significar muito para gente, porque ele poderia ajudar muito no desenvolvimento”, contou a mãe em entrevista ao Fantástico.

Cynthia Mancini, que vive nos Estados Unidos e é a responsável pela venda dos produtos, também decepcionou diversas outras famílias com os itens que nunca chegaram. O advogado da Apae chegou a entrar em contato com a mulher: “Foi entrado em contato com ela para que fosse mandado o restante e ela simplesmente alegou que não existia essa possibilidade, porque a venda do equipamento era somente aquilo mesmo. É uma falcatrua, não tenho dúvida nenhuma”.

O mesmo equipamento comprado por Adenise foi adquirido por outra mãeque não quis se identificar: “Eu penso: se uma pessoa é capaz de dar o golpe em famílias que têm crianças com necessidades especiais, o quê que ela é capaz de fazer comigo, uma pessoa que tá denunciando, né?”.

O acessório vendido na internet não acompanhava o elástico e as rodas que ajudariam Amanda conseguir andar (Foto: reprodução / Fantástico)

Já para Rosa Maria Dias, mãe de Mariah, o carrinhotão esperado para a filha, no valor de quase R$ 3 mil, nunca chegou. De início, a empresária alegou que ela não teria pago as taxas e impostos do item, mas depois nunca mais respondeu às mensagens da mãe.

Segundo informações do Fantástico, foram encontradas outras 40 reclamações nas redes sociais e na defesa do consumidor contra Cynthia. Apesar da Apae ter ganhado o processo na Justiça sobre a venda do produto, a empresária nunca retornou ou ressarciu o valor. Ainda de acordo com a reportagem, a mulher culpou os clientespor não terem pago pelos impostos, resultando no não recebimento dos acessórios.


Leia também

Alok faz anúncio em vídeo no Instagram - (Foto: reprodução/Instagram)

Família

Alok compartilha vídeo em família para anunciar: "Agora somos 6"

Virginia mostra mochila que filha escolheu para escola - (Foto: reprodução/Instagram)

Família

Virginia compra mochila de quase R$ 1 mil para filha de 2 anos levar para escola

Sasha tem dois irmãos por parte de pai - reprodução / Instagram

Família

Sasha Meneghel abre o jogo e fala sobre relação com os irmãos: “Tive que dar uma regulada nisso”

Lore Improta disse quando pretende ter o segundo bebê - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família vai aumentar! 👨‍👩‍👧‍👦

Lore Improta fala sobre a chegada do 2º filho com Léo Santana: 'Curtir nossa família'

Mãe faz penteado maluco insipirado no trolls - Reprodução/ Instagram

Criança

Dia do cabelo maluco: mãe viraliza ao fazer penteado inspirado em um desenho infantil

Mãe descobre que filha estava deixando bilhetes com pedidos à faxineira (Fotos: reprodução TikTok)

Família

Mãe conta que descobriu que filha de 6 anos estava deixando recados para faxineira e viraliza

Viih Tube e Eliezer - (Foto: Reprodução/O Globo)

Família

Viih Tube e Eliezer se mudam para mansão de R$ 8,5 milhões; veja detalhes dos cômodos luxuosos

“Eu odeio o nome da minha filha” diz pai que já mudou o nome da bebê, mas que ainda se arrepende - Freepik/freepic.diller

Bebês

“Eu odeio o nome da minha filha” diz pai que já mudou o nome da bebê, mas que ainda se arrepende

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!