Glória Maria desabafa como é difícil para ela conversar com as filhas sobre racismo

A jornalista da Rede Globo, participou de um programa especial sobre racismo, onde diversos profissionais contaram relatos sobre o tema. Ela abriu o seu coração e qual é sua visão para o futuro

Resumo da Notícia

  • Glória Maria comenta sobre os episódios de racismo
  • Ela relata como ela conversa com as filhas sobre o assunto
  • A jornalista afirma que quando elas crescerem espera que o mundo esteja diferente
Glória Maria conta sobre como conversa com as filhas sobre racismo (Foto: Reprodução / Instagram @gloriamariareal)

Na última sexta-feira, 5 de junho, a jornalista Glória Maria, relatou sobre sua opinião e visão sobre experiências racistas, antes da reprise do programa “Em Pauta”, da GloboNews. Com a participação de outros seis profissionais negros da Rede Globo, Glória relembrou um episódio quando foi barrada de entrar em um hotel de luxo pelo gerente, que dizia que negros não poderiam se hospedar. Ela foi a primeira brasileira a usar a lei Afonso Arino, que punia o racismo como contravenção, após o ocorrido.

-Publicidade-

“O difícil para mim agora é contar para as minhas filhas o que é o racismo. Elas assistem as manifestações e me perguntam “mamãe, ele morreu só porque era negro?’, e tenho que responder que sim. Eu não sou muito otimista mas acredito que um dia todo dia vai ser visto como igual. Ninguém vai ser discriminado. Tomara que minhas filhas não precisem viver o que a gente, negro, vive hoje”, contou, Glória. Ela é mãe de duas meninas adotadas, Laura de 10 anos e Maria de 11 anos.

Novo aplicativo Pais&Filhos Interativo: teste seus conhecimentos, acumule pontos para trocar por prêmios e leia conteúdos exclusivos! Para baixar, CLIQUE AQUI.

-Publicidade-
-Publicidade-