Governo do DF divulga data para volta às aulas presenciais

No documento, também foram apresentados as medidas de seguranças necessárias para que o retorno aconteça. Além das escolas, academias, bares e salões de beleza poderão voltar à ativa

Resumo da Notícia

  • Governo de DF estipula data para volta às aulas
  • As escolas particulares irão voltar antes das públicas
  • Foram estipulados, também, medidas de segurança para que o retorno aconteça
  • Veja como irá funcionar
Governo do DF fala sobre a volta às aulas (Foto: Getty Images)

O governador Ibaneis Rocha autorizou nesta quinta, 2 de julho, a reabertura total do comércio e a volta das aulas presenciais em escolas e universidades das redes públicas e particulares no Distrito Federal. As escolas e universidades particulares irão voltar a funcionar a partir do dia 27 de julho, já as públicas voltarão à ativa no dia 3 de agosto, segundo o G1.

-Publicidade-

Para que isso aconteça, os estabelecimentos precisão seguir um protocolo de segurança para evitar a contaminação. No caso das escolas e universidades, os alunos precisarão usar máscaras, além de manter o distanciamento social de pelo menos dois metros. As instituições também precisarão programar horários de intervalo, entrada e saída dos alunos para evitar aglomerações.

O documento recomenda, ainda, que escolas particulares façam o possível para que o retorno às aulas aconteça de modo gradativo. Além disso pede a redução no número de alunos e sugere aulas presenciais alternadas com ensino à distância. Já para a rede pública, a Secretaria de Educação deverá criar um cronograma de retorno às aulas.

-Publicidade-

Além das escolas, bares, restaurantes, academias e salões de beleza poderão voltar a funcionar, seguindo, também, as recomendações. Os bares e restaurantes precisarão manter um distanciamento de no mínimo dois metros entre as meses e funcionar com 50% da capacidade. Os salões, barbearias e centro de estética precisarão seguir um agendamento prévio para evitar aglomerações de clientes esperando para ser atendidos e todos deverão usar máscaras. Já nas academias, está proibido o funcionamento de bebedouros, chuveiros, assim como a realização de aulas coletivas. O estabelecimento também deve ser fechado de 1 a 2 vezes ao dia, por pelo menos 30 minutos, para limpeza geral e desinfecção dos ambientes.

-Publicidade-