Inglaterra anuncia 3ª lockdown para conter nova cepa da Covid-19

O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro Boris Johnson, nesta segunda-feira. O confinamento começa amanhã e deve durar até meados de fevereiro

Resumo da Notícia

  • A Inglaterra anunciou nesta segunda-feira, 4 de janeiro, um novo lockdown para conter a nova onda de contaminação da Covid-19
  • A medida, informada pelo primeiro-ministro Boris Johnson, busca frear a disseminação da cepa mais contagiosa do novo coronavírus
  • O confinamento deve começar amanhã, terça-feira
 

A Inglaterra anunciou nesta segunda-feira, 4 de janeiro, um novo lockdown para conter a nova onda de contaminação da Covid-19. A medida, informada pelo primeiro-ministro Boris Johnson, busca frear a disseminação da cepa mais contagiosa do novo coronavírus, descoberta no Reino Unido em dezembro.

-Publicidade-
O lockdown começa dia 2 de novembro (Foto: Getty Images)

O confinamento, que deve começar amanhã, terça-feira, incluirá o fechamento de escolas, restaurantes, lojas e espaços de convivência. A população só poderá sair de casa para utilizar serviços considerados “básicos e essenciais”, como a compra de alimentos. De acordo com o governo, o isolamento deve se manter até meados de fevereiro.

“Enquanto falo com vocês esta noite, nossos hospitais estão sob mais pressão pela Covid do que em qualquer momento desde o início da pandemia”, disse o primeiro-ministro.

(Foto: Unplash)

O Reino Unido é uma das regiões mais atingidas pelo vírus no mundo, tendo o sexto maior número de vítimas. Os prejuízos econômicos também foram um dos maiores de toda a pandemia. Veja as restrições do terceiro lockdown na Inglaterra, de acordo com o G1:

– Todos devem permanecer em casa, salvo exceções autorizadas

– Escolas migrarão para o ensino remoto de forma integral até, pelo menos, meados de fevereiro. Provas serão suspensas.

– Restaurantes, bares e cafés fecham e não poderão servir em seus salões

– Locais de prática esportiva ao ar livre, como campos de golfe e quadras de tênis, ficarão fechados

– A prática de esportes coletivos fica proibida para amadores

Nova mutação do coronavírus no Reino Unido é 70% mais contagiosa, defende OMS

Foi encontrado no Reino Unido uma nova mutação do coronavírus, o que deixou outros países no mundo preocupados com a possibilidade de uma nova disseminação do vírus. Por medida de segurança, ao menos 27 países proibiram voos originados do centro da Europa.

A pesquisa foi feita na Islândia (Foto: Getty Images)

Maria Van Kerkhove, epidemiologista da Organização Mundial da Saúde (OMS), levantou um importante ponto: apesar de o mundo estar avançando com a vacina contra a Covid-19, ainda não é possível dizer qual o impacto das que foram criadas até agora sobre a nova variação do vírus.

Foi identificado que a variante é 70% mais contagiosa que a cepa original, mas ainda não é certo se isso aumenta o grau de severidade da doença. De acordo com Kerkhove, isso está sendo estudado por especialistas. Até agora, além do Reino Unido, outros lugares identificarem casos ligados à essa mutação: Austrália, Holanda, Dinamarca e Bélgica.

A epidemiologista disse que a nova variação surgiu aproximadamente em setembro no sudoeste do Reino Unido. “O que é mais interessante desta cepa é que é uma combinação de mutações: é mais de uma”, ela explicou. Apesar da variante ainda estar sendo estudada, Kerkhove alega que os cuidados para se proteger do vírus ainda são os mesmos: uso de máscara, isolamento social, higienização das mãos e evitar aglomerações.