John Travolta relembra dança com Princesa Diana na Casa Branca: “Como um conto de fadas”

O ator, conhecido por atuar em filmes como “Grease” e “Os Embalos de Sábado À Noite”, e a professora, no auge da popularidade, após ter dado à luz William e Harry, marcaram a época com dança em evento de Reagen

Resumo da Notícia

  • John Travolta nunca vai esquecer como foi deslizar pelo salão da Casa Branca com a Princesa Diana
  • O ator, conhecido por atuar em filmes "Grease", e a professora, no auge da popularidade após ter dado à luz William e Harry, marcaram a época
  • Três décadas depois, o famoso ainda se lembra do evento promovido pelo presidente Ronald Reagen

John Travolta nunca vai esquecer como foi deslizar pelo salão da Casa Branca com a Princesa Diana durante um jantar presidencial em 1985.  O ator, conhecido por atuar em filmes como “Grease” e “Os Embalos de Sábado À Noite”, e a professora, no auge da popularidade após ter dado à luz William e Harry, marcaram a época com dança, por mais que não tenha ido aos cinemas.

-Publicidade-

Três décadas depois, o famoso ainda se lembra do evento promovido pelo presidente Ronald Reagen e pela primeira-dama Nancy Reagen. “Não achei que eles me convidariam para dançar com ela. Mas tive o grande privilégio e a honra de fazê-lo e pensei: ‘Deve haver um motivo para fazer isso e é melhor eu dar tudo de mim. Isso significava conduzir bem a dança e garantir que nos divertiríamos”, diz Travolta, hoje com 67 anos, para a revista Esquire.

Por mais que conhecido pela dança, ele não nega que ficou nervoso antes de abordar Diana e dançar com a membra da realeza britânica. “[Dançar] foi a parte fácil, mas apenas o fato de ter que saudar Diana adequadamente, ter confiança e convidá-la para dançar foi uma tarefa complicada”, explica.

John Travolta contou como foi dançar com a Princesa Diana na Casa Branca (Foto: Reprodução/ UOL)

“Pense no cenário. Estávamos na Casa Branca. É meia-noite. O palco é como um sonho. Eu me aproximo dela, toco seu cotovelo e a convido para dançar. Ela se vira e me dá aquele sorriso cativante, um pouco triste, e aceita meu convite. E lá estávamos nós, dançando juntos como se fosse um conto de fadas“, ilustra John Travolta.

36 anos depois do ocorrido, o ator ainda se senti extremamente privilegiado pela oportunidade e mais ainda de ter dividido o momento especial com a Lady Di. “Quem poderia imaginar que algo assim aconteceria com eles algum dia? Fui inteligente o suficiente para carimbá-lo a minha memória como um momento mágico muito especial”, conclui.