Luiza Possi fala sobre a chegada de Lucca: “Depois que ele nasceu, eu sou outra pessoa. Enxergo a vida com muito mais amor”

O menino chegou para virar a vida da cantora do avesso e transformar tudo ao seu redor

(Foto: Thalita Castanha)

Nasce um bebê, nasce uma família e uma nova mulher. Assim que o positivo é confirmado, tudo muda. Do dia pra noite. Passa um filme na mente, o mundo vira de ponta-cabeça e a gente descobre que esse que é o nosso verdadeiro lado. O que antes fazia sentido, agora parece não encaixar mais.  Foi na prática e depois da chegada de Lucca, de quatro meses, que Luiza Possi, cantora, compositora, empresária e filha de Zizi Possi, descobriu tudo isso e conheceu o poder da conexão entre e mãe e filho.

A paixão pela liberdade e por viagens está estampada na parede do corredor (2). Mas não existe lugar melhor do que a nossa casa (1) (Foto: Thalita Castanha)
A paixão pela liberdade e por viagens está estampada na parede do corredor (2). Mas não existe lugar melhor do que a nossa casa (1) (Foto: Thalita Castanha)

“Eu jamais me imaginei assim. Tudo o que eu falei que não ia fazer, eu faço”, ela se diverte ao nos contar sobre essa
aventura da maternidade de primeira viagem. Casada com Cris Gomes, que é diretor do Domingão do Faustão, a cantora lembra o início do relacionamento. “A gente ficou muito amigos, mas depois de alguns meses percebemos que tínhamos uma conexão, um algo a mais. E de cara a gente já ficou juntos para sempre, não teve burocracia”, conta. Antes mesmo do casamento, o desejo de Cris por aumentar a família já existia, mas Luiza ainda tinha suas dúvidas e questões internas.

“Ele me transformou por inteiro. Até o que eu ouço hoje é diferente. Ele trouxe uma outra história, a história dele mesmo.”

Do jeito que tem que ser
De espírito e alma livres, ela, que sempre foi muito independente, começou a pensar a respeito. “Eu até imaginava que poderia ter um filho, algum dia… Mas eu não planejava”, lembra. Até o dia que o resultado de um exame mostrou que por conta do tamanho de seu óvulo, Luiza teria dificuldades para engravidar. “Aquilo me assustou. Uma coisa é não querer ter filhos, outra bem diferente é não poder”. Seguindo a recomendação médica, ela iniciou o tratamento antroposófico – ou seja, homeopático. Sem acreditar muito, a cantora seguia à risca as doses diárias. “Tinha uma coisa meio louca de alinhar os planetas com os dias da semana, e o sabor do remédio era de água com açúcar”, se diverte. “Um dia minha médica disse: ‘cara, não questiona, só toma’”. E não é que o tratamento deu certo?

Dez dias após o casamento, sem planejar, ela descobriu a gravidez de Lucca muito, mas muito no começo. “Eu estava três dias atrasada e muito mais nervosa do que o normal. Eu me conheço, sou regrada…”, explica. Sem combinar, cada um comprou um teste de farmácia no mesmo dia, e o resultado você já sabe. “Desde o primeiro momento ficamos muito felizes, mas a vida muda muito”.

Realizando o sonho da própria mãe

Sempre muito companheiras, Luiza e Zizi dividem até mesmo a profissão e grande paixão: a música. Por isso, não teria melhor ocasião para Zizi receber a notícia da chegada de Lucca senão nos palcos – ou melhor no camarim. “A gente ia cantar juntas em um show, aí um pouco antes de entrar no palco eu falei: mãe, estou grávida! Era o sonho da vida dela”, lembra. A avó ficou tão feliz com a novidade que derrubou café, chorou e comemorou até não poder mais. “Foi bem emocionante, ela nem conseguia cantar direito depois”, ela se diverte. Depois que o bebê nasceu, virou o xodó de Zizi, que mesmo quando está longe faz questão de ligar toda hora e grava vídeos especialmente para ele.

Como Luiza cresceu no meio da arte e da música, referências e lembranças estão por toda parte da casa, inclusive na parede do quarto do bebê (10), que tem como decoração o tema de floresta (6). Folhas estão estampadas nas paredes e tem muitas pelúcias espalhadas (5 e 7). Na porta, a placa já avisa: nada de sapatos por aqui! (8). Esse é o espaço do Lucca, ondeele recebe muito amor e carinho (9). O amplo quintal com jardim e piscina é o ambiente perfeito para relaxar e curtir um tempo com a família e amigos.

(5) (Foto: Thalita Castanha)

 

(6) (Foto: Thalita Castanha)

 

(7) (Foto: Thalita Castanha)

(8) (Foto: Thalita Castanha)

(9) (Foto: Thalita Castanha)

 

(10) (Foto: Thalita Castanha)

A música está por toda parte. Na sala, o piano é uma das primeiras coisas que se vê e, ao lado, o violão (11). É por lá que eles passam bom tempo do dia, já que é ali também que fica o canto dos brinquedos do Lucca. Luiza e Cris são verdadeiros pais corujas. No nosso bate-papo, eles entregaram que até competem entre si para ver quem vai fazer o bebê ninar ou levantar primeiro à noite quando ele chorar (12). Muito amor!

“Depois que o Lucca nasceu, eu sou outra pessoa. Enxergo a vida com muito mais amor, com muito mais compaixão”

(11) (Foto: Thalita Castanha)

 

(12) (Foto: Thalita Castanha)

Na hora certa
Lucca chegou para resinificar muitas coisas na vida da mãe, do pai, da avó e de todo mundo ao seu redor. Uma delas é que tudo tem a sua hora para acontecer e ele provou isso na prática, escolhendo o dia e horário que iria nascer, vinte dias antes do previsto. “Eu estava arrumando a mala da maternidade, que eu nunca tinha parado para fazer, e assim que eu terminei, minha bolsa estourou”. Depois de passar pela avaliação médica da obstetra que a acompanhou toda a gravidez, Luiza foi para o hospital e tentou vários exercícios e estímulos para o parto natural,  mas não teve dilatação suficiente. “Todas as horas de trabalho de parto não adiantaram pro nascimento, mas o estímulo que ele sofreu fez diferença para o amadurecimento do pulmão dele”, explica. Assim que nasceu, Lucca foi direto para o peito da mãe e de lá não saiu mais.

Paixão de gerações
Em um relacionamento sério com a música desde que se conhece por gente, Luiza aproveitou as mudanças, os hormônios e a intensidade que a gestação trouxe para lançar um disco novo e mergulhou de cabeça nessa. “E ele me dava sinais do que gostava ou não enquanto eu compunha”, conta. Durante esse período, Lucca já indicava à mãe o seu gosto musical, que é um mix de Katy Perry, Stevie Wonder, Hamilton de Holanda e, claro, Beatles – sua grande paixão. “Uma vez fui ensaiar uma música deles que eu ia tocar no show e coloquei ele apoiado numa almofada perto de mim, para eu treinar a letra cantando para ele. Quando eu comecei, ele se emocionou, parece que reconheceu”, ela lembra. “Ele ficou todo animado, bateu o pé, a perna e eu continuei cantando, até que o olho dele encheu de lágrimas e ele deu um suspiro. Nossa, esse momento foi fantástico! Foi realmente inesquecível”. E esse hábito de cantar, tocar algum instrumento ou ouvir música o tempo todo é regra na casa da família – inclusive, durante a sessão de fotos que você está vendo nessa matéria. Luiza cantarolou várias vezes para o bebê, que tem até uma playlist com seu nome. “Eu ouço e canto muito para ele, inclusive canções dos Beatles até hoje. Quando eu estava grávida, tocava muito piano também. Agora eu coloco ele no carrinho, toco o piano e ele fica curtindo comigo, quietinho e prestando atenção”, ela conta.

(Re) descobrindo o mundo
Desde que descobriu a gravidez, a cantora sentiu que a maternidade viria para transformar tudo na sua vida, mas agora, ela entende isso muito bem. “Você só vira adulto mesmo depois de ter filhos. Tem algumas coisas que antes eram descoladas e que agora não são mais, sabe? Você ganha outra postura, sinto que virei gente grande”, conclui às risadas. E isso vai muito além da relação dela consigo mesma. A mudança foi completa, em todos os ramos da vida. Da relação com a mãe, com o marido, até a carreira. Prova disso é que três meses depois do nascimento de Lucca, ela estava de volta aos palcos, se redescobrindo como cantora também. “A minha voz melhorou muito depois da gravidez. Eu subi uns cinco tons, e está sendo engraçado e muito legal cantar as mesmas coisas de uma maneira diferente, e cantar coisas que eu nunca achei que pudesse. Estou me redescobrindo por inteiro, e como cantora está sendo incrível!”, avalia.

E a graça disso tudo é poder mudar e ainda assim se reconhecer e se tornar uma pessoa ainda melhor. “Ah, depois dele eu enxergo a vida com muito mais amor. Eu tenho mais compaixão, realmente me importo mais com os
outros”, ela conta enquanto amamenta e olha para o bebê. Aquela menina descolada e de espírito livre, hoje tem endereço certo, hora para chegar, nome e sobrenome de quem a espera. “É o Lucca quem dita minha rotina. Se o show é perto, volto correndo. Se é longe, eu levo ele ou dou um jeito de voltar no mesmo dia. Ele mudou tudo na minha vida
– E eu nunca achei que fosse falar isso, mas para mim, família é tudo, sim. São poucas pessoas, mas fundamentais”, ela finaliza.

Leia também:

Luiza Possi conta quantos quilos emagreceu desde o nascimento do filho

Luiza Possi se emociona ao comemorar 5 meses do primeiro filho

Luiza Possi é a capa da edição de novembro e a revista já está nas bancas!