Mãe é presa após torturar e acorrentar filha em janela: “Ela come demais”

A jovem de 15 anos sofria maus-tratos da própria mãe do padrasto desde os nove anos de idade. O caso aconteceu em Ribeirão Preto, interior de São Paulo

Resumo da Notícia

  • Uma adolescente de 5 anos foi resgatada pela polícia militar após ter sido encontrada acorrentada à janela de casa
  • A menina sofre maus-tratos desde os 9 anos de idade pela mãe e pelo padrasto
  • O homem e a mulher foram presos

Uma adolescente de 15 anos foi resgatada pela Polícia Militar após ser encontrada acorrentada a uma janela na casa onde vive com a família, no bairro Ipiranga, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. A mãe dela, de 41 anos de idade, e o padrasto, de 50 anos, foram presos por tortura e violência doméstica na última segunda-feira, 4 de abril.

-Publicidade-
A menina desapareceu enquanto brincava de esconde-esconde
A jovem foi encontrada acorrentada à janela, no quintal de casa (Foto: Reprodução/ Shutterstock)

Após uma denúncia anônima, a Polícia Militar foi até a casa onde a menina morava e a encontraram com correntes presas à perna dela e à janela, no quintal da residência. Segundo à ocorrência, a chave do cadeado estava com o padrasto da garota.

De acordo com o portal UOL, a mãe da menina teria dito aos policiais que mantinha a filha naquela situação porque ela “comia muito”, roubava alimentos do armário e já havia tentado cometer suicídio.

Porém, a versão da garota foi bem diferente. Aos policiais, a adolescente disse que era agredida fisica e verbalmente pela mãe e o padrasto desde os nove anos de idade, e que precisava furtar comida da residência para poder se alimentar.

A menina estava acorrentada à janela
A menina sofria maus-tratos desde os 9 anos de idade (Foto: Getty Images)

A adolescente tinha marcas de sangue pelo corpo e diversos machucados. Assim que resgatada, ela foi encaminhada para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e posteriormente transferida para o Hospital das Clínicas, onde foi constatado que ela teve um traumatismo craniano. Ela está internada e seu estado de saúde é estável.

A adolescente está sob os cuidados do Conselho Tutelar, que tenta localizar algum familiar que possa assumir os cuidados com a menor. Caso isso não aconteça, ela será encaminhada para um abrigo.

A mãe e o padrasto foram presos em flagrante e tiveram a prisão preventiva decretada pela Justiça. A mulher foi encaminhada para a Cadeia de Franca e o homem para a Cadeia de Santa Rosa de Viterbo.